Paisagismo residencial moderno: tendências 2021 - Winterflor Floricultura

Paisagismo residencial moderno: tendências 2021

Muitos de nós têm passado mais tempo dentro de casa do que fora dela, não é mesmo? Então, por que não transformar o ambiente com o paisagismo residencial moderno?

O paisagismo é a arte de decorar com plantas. Antes de mais nada, queremos lembrar que trazer a natureza para dentro de nossas casas, quintais e varandas é uma tendência que cresceu muito em 2020 e que ganha ainda mais força agora, em 2021. Vamos conferir algumas tendências do paisagismo para por em prática nesse ano?

Paredes verdes

À primeira vista, paredes verdes em ambientes da casa onde há maior circulação ou permanência de pessoas colabora para que os moradores tenham a sensação de estar em contato com a natureza. Isso traz mais bem estar para o dia a dia, o que é extremamente positivo para todos nós.

Além disso, as paredes verdes – ou jardins verticais – também trazem benefícios como a purificação e o aumento da umidade do ar, a diminuição de ruídos e a queda da temperatura do ambiente. Vamos a algumas dicas e inspirações para colocar essa ideia em prática?

 

Nas salas de estar

Os momentos de de descanso e lazer vão ficar ainda mais agradáveis com uma parede verde decorando o ambiente.

Foto: André Mortatti / almocodesexta.

Nos escritórios

Trazer um pedacinho da natureza para o ambiente de trabalho é um ideia simplesmente incrível! Certamente, o bem estar causado pelas plantas pode melhorar o desempenho e até mesmo a produtividade e a criatividade.

paisagismo residencial moderno
Fotos: VivaDecora / lifebylufe.

Em varandas e sacadas

As varandas e sacadas que recebem luz solar direta são perfeitas para explorar plantas e flores que peçam por essa condição de iluminação. O ambiente ao ar livre ganha vida e fica muito mais aconchegante.

Fotos: Bugre.

Urban Jungle

Conhecidas também como Florestas Urbanas, o conceito de Urban Jungle traz as plantas como protagonistas da decoração. E na nossa opinião, quanto mais plantas melhor 🍃

Além de apostar na diversidade de espécies de plantas e investir em paredes verdes como demonstramos anteriormente, na sua floresta urbana você pode abusar de outros materiais encontrados na natureza, como madeiras e pedras, por exemplo. Isso certamente vai reforçar o conceito do Urban Jungle que é, antes de mais nada, pensado para trazer a natureza para dentro da vida urbana, como o próprio nome diz.

Agora, vamos dar algumas dicas para você começar a aplicar esse conceito na sua casa.

Foto: Hotel C.O.Q.

Dê preferência para plantas de sombra

Para as plantas crescerem bonitas e saudáveis, elas precisam receber a quantidade de luz solar adequada para cada espécie. Então, confira essa lista de 10 plantas para cultivar dentro de casa:

  1. samambaias;
  2. cactos;
  3. suculentas;
  4. espada de São Jorge;
  5. costela de adão;
  6. árvore-da-felicidade;
  7. camedórea-elegante;
  8. palmeira-leque;
  9. maranta;
  10. jiboia.
Foto: piqsels.

Flores? Uma ou duas, por favor!

É claro que as flores são sempre bem vindas! No entanto, dentro da Floresta Urbana, o ideal é que as protagonistas sejam sempre as folhagens, enquanto as flores aparecem pontualmente para dar alguma cor e contraste.

Confira algumas flores que se dão bem nos ambientes internos:

1- Violetas

Apesar do nome, elas são encontradas em várias cores: cor-de-rosa, branco, azul, mesclado e é claro, o próprio violeta. São flores de fácil cultivo, pequenas, e com folhas verdes cobertas por penugens.

As violetas não podem ficar expostas a luz solar direta, por isso, são perfeitas para as Urban Jungles. Apesar disso, elas precisam de luz solar indireta, por isso, posicione-as mais perto das janelas e varandas.

Foto: Winterflor.

2- Orquídeas

Existem diversos tipos de orquídeas, portanto, enquanto algumas precisam de luz solar direta para se desenvolver, outras florescem lindamente na luz solar indireta. Pesquise sobre as necessidades de iluminação das plantas antes de levá-las para os interiores.

Certamente, há uma linda orquídea para fazer parte da sua floresta urbana!

Foto: LETICIA AKEMI.

3- Bromélias

Elas também amam a luz solar indireta, e cá entre nós, são lindíssimas! Posicione-as em locais que recebam a luz natural da manhã ou da tarde. Elas certamente trarão cor, vida e contraste para o ambiente.

Foto: Blog da Plantei.

4- Lírio da paz

O Lírio da Paz se desenvolve melhor em regiões quentes e com bastante umidade. Ao cultivar nos interiores, é importante regar a planta constantemente, de forma que o solo fique sempre úmido. Mas é claro, não é interessante que o solo esteja encharcado, isso pode fazer com que as raízes apodreçam. Então, certifique-se de escolher vasos que permitam que a água da rega escoe.

Ah! E vale lembrar: apesar da semelhança, não confunda o Lírio da Paz com as flores Copo de Leite, são plantas diferentes 😉

Foto: ecycle.com.br

5- Antúrios

Com lindas flores de aspecto brilhante, os Antúrios podem ser encontrados em diversas cores. Diferente de todas a outras flores que entraram para a lista, eles não se beneficiam da luz solar indireta., então, evite deixar os Antúrios próximos a janelas e lugares que recebam muita luz solar, dando preferência aos locais com sombra.

arturio
Foto: Winterflor

Paisagismo produtivo

E por último, mas não menos importante, está em alta o paisagismo produtivo. Nele, antes de mais nada, valoriza-se a harmonia entre as necessidades humanas e a natureza.

Mas o que significa isso? Acima de tudo, significa que, além de se preocupar com a função estética das plantas como decoração dos jardins e casas, é levada em consideração a utilidade dessas plantas para servirem como alimentos, temperos, chás, e etc.

Veja como colocar essas ideias em ação:

1- Mini hortas na cozinha

Se você gosta de cozinhar e tem uma cozinha arejada e que recebe luz natural em abundância, então saiba que é possível cultivar seus próprios temperos, chás e hortaliças em geral ai mesmo. Afinal, quem não quer colher ingredientes fresquinhos para levar direto para a panela? É claro, as espécies devem ser escolhidas de acordo com o espaço disponível.

Foto: VivaDecora.

2- Árvores frutíferas no jardim

Complemente o seu jardim com as árvores frutíferas! Certamente não há nada como colher frutos orgânicos, livres de agrotóxicos e cultivados por suas próprias mãos.

Foto: vivadecora.

3- PANCs – Plantas alimentícias não convencionais

São plantas com raízes, frutos, verduras ou folhas que não são normalmente consumidos, mas podem sim complementar o cardápio e, inclusive, serem muito gostosos e nutritivos. Alguns exemplos desse tipo de alimento são a araruta, a taioba e o almeirão-do-campo.

Antes de tudo, muito importante pesquisar bastante antes de incluir as PANCs na alimentação, para ter certeza que se trata da planta certa, evitando o consumo de plantas potencialmente tóxicas.

Foto: Nutrição & Prazer.

5- Micro verdes

Primeiramente, tenha em mente que os micro verdes não são nada mais do que do que hortaliças ultrajovens, que são colhidas quando acabaram de passar pela fase de broto. Trata-se da fase em que a planta desenvolveu suas duas primeiras folhinhas, o que ocorre de 7 a 20 dias após o plantio.

A maioria dos vegetais folhosos podem produzir micro verdes, como alface, couve, mostarda, agrião, rúcula e repolho. Entretanto, também é possível produzir as folhinhas a partir de ervas e temperos, como cebolinha, salsa, manjericão e coentro, ou de hortaliças, como rabanete, beterraba, cenoura, girassol ou ervilha.

Foto: Blog da Plantei.

Essas foram as nossas dicas sobre o paisagismo residencial moderno, assim como suas tendências para 2021. Você gostou do artigo? Então acompanhe a Winterflor no Instagram e também no Facebook  para ficar por dentro de mais assuntos como esse!

Até a próxima!

WhatsApp
Precisa de Ajuda?