Dicas Wintter - Winterflor Floricultura

Tipos de substratos para plantas: saiba qual é o ideal para você

Provavelmente todo mundo sabe que para uma planta crescer ela precisa estar na terra. O que, de fato, é verdade, ainda que algumas espécies possam crescer na água ou na areia. No entanto, é possível controlar e melhorar a qualidade da terra utilizando alguns tipos de substratos para plantas.

Mas, afinal, o que são substratos? Qual é o melhor para cada ambiente e cada espécie? É o que vamos te explicar a seguir!

Confira os tópicos que você vai ler a seguir:

Foto: JComp/Freepik.

O que são substratos para plantas?

Substratos para plantas são, em resumo, uma fórmula composta pensando nas necessidades de cada espécie. Na composição de um substrato está, além da terra pura, elementos naturais ou sintéticos. O objetivo desses elementos é fazer não só que a planta tenha nutrientes suficientes, mas que também os absorva melhor.

Existem, então, 3 tipos de substratos para plantas: os orgânicos, os minerais e os sintéticos. E cada um deles pede cuidados específicos. Afinal, substrato é apenas uma das coisas que fazem parte do plantio. Além deles, é interessante que você converse com um florista profissional para falar também de adubos e condicionadores de solo – que são coisas bem diferentes.

Características dos substratos para plantas

A principal característica dos substratos é a questão tátil. O substrato é uma mistura interessante de texturas. E, ainda que o destino seja sempre fortalecer o local da planta, os substratos não são todos iguais.

Alguns, por exemplo, são capazes de guardar mais água, enquanto outros não têm a mesma absorção. Já outros são feitos para deixar o solo respirar, diferente de alguns que abafam.

Podemos, assim, dividir os substratos em 4 categorias: muito secos, secos, úmidos e muito úmidos.

Exemplos de tipos de substratos de acordo com cada categoria

A seguir, vamos explicar como os principais tipos de substratos para plantas funcionam.

Tipos de substratos para plantas: quais são eles?

Como vimos anteriormente, a lista de materiais que podem compor um substrato é grande. E numa boa floricultura você vai encontrar uma variedade enorme. No entanto, para você não ficar perdido com tanta opção, vamos te explicar a função dos principais tipos.

Fibras de coco para plantas
Fibra de coco – Foto: Alibaba

Fibra de coco

A fibra de coco é um tipo de substrato ótimo para aquelas plantinhas que precisam de mais água. Além de uma boa absorção, a fibra de coco é capaz de deixar o Ph da terra neutro. Para as orquídeas, por exemplo, esse tipo de substrato ajuda a recriar com fidelidade o ambiente natural da planta.

Falando em orquídeas, você pode pedir com a Winter um substrato especial para a espécie.

terra vegetal
Terra vegetal – Foto: DNA Florestal.

Terra vegetal

A terra vegetal é, sem dúvida, um dos substratos mais utilizados porque se adapta à maioria das plantas. Aqui na Winter, por exemplo, você encontra a terra em pacotes fechados, pronto pra levar pra casa. E o diferencial da terra vegetal é que ela não vem apenas terra, mas uma mistura de compostos fertilizantes.

Areia
Areia – Foto: Vida Suculenta.

Areia

Ao contrário da terra, lugares com muita areia geralmente não são um solo muito rico em flores. Porém, o material é um dos tipos mais interessantes de substrato. Para algumas espécies, inclusive, a areia é fundamental.

Plantas que precisem, então, de substratos mais permeáveis, como os cactos e as suculentas, ganham um reforço enorme com o uso de areia. E, claro, não deixe de considerar os diferentes tipos de areias, pois existem das mais grossas às mais finas. Quanto maior o grão, mais seco ele é.

Aqui na Winter você encontra substratos especiais para cactos e suculentas de diferentes marcas. Peça direto no WhatsApp.

Argila expandida - tipos de substratos para plantas
Argila expandida – Foto: Rei da Grama

Argila expandida

Como resultado do uso da argila expandida, é possível ter um solo mais bem drenado. Isso acontece por conta da solidez dos grãos da argila, geralmente utilizada no fundo dos vasos. Entretanto, a utilização da argila por cima também é uma boa opção para evitar a evaporação total da água disponível.

A argila expandida é ótima para aquelas plantas que não podem ficar muito encharcadas e que precisam de quantidades equilibradas de hidratação.

Aqui na Winter também tem argila expandida! Peça aqui pelo nosso WhatsApp.

Casca de pinus como substratos
Casca de pinus – Foto: Global Pedras

Cascas de madeira pinus

Uma das coisas mais interessantes das cascas de madeira pinus é que elas são um ótimo substrato para aquelas plantas que crescem em forma de árvore. Ou seja, aquelas que tem o caule do tipo tronco, independente do tamanho. As orquídeas são um bom exemplo de planta que precisam de substrato de pinus.

O pinus é um substrato orgânico mais seco, ou seja, a função dele é deixar o solo menos úmido. Além disso, por ser orgânico, simula muito bem o habitat natural das plantas. E, vamos combinar, até ajuda na decoração, não é?

Turfa - tipos de substratos para plantas
Turfa – Foto: Mestre Bonsai.

Turfa

As turfas também são orgânicas, assim como o pinus, e são encontradas, principalmente, nas regiões de pântano. Mas pode ficar tranquilo que também dá para comprar em pacotes fechados. Elas naturalmente melhoram a drenagem e, igualmente, diminuem a compactação do solo com o tempo.

Por ter muitos nutrientes, as turfas são um dos substratos mais utilizados. Quando for escolher uma marca que embale as turfas, peça ajuda ao pessoal do nosso setor de garden para entender a concentração de outros enriquecedores adicionados ao produto.

Humus de minhoca - tipos de substratos para plantas
Húmus – Foto: AEASE

Húmus de minhoca

Tem nojo de minhoca? Saiba que elas são amigas da sua planta! Claro, não as minhocas em si e não apenas elas. O húmus é, na verdade, a decomposição de micro-organismos feita pelas minhocas. Esse processo libera nutrientes ótimos para as plantas tal qual o nitrogênio.

Clique aqui para pedir o seu no WhatsApp da Winter.

Perlita - Substratos para plantas tipos
Perlita – Foto: Global Minérios.

Perlita

Você provavelmente já viu a perlita em ação como substrato e achou que era só decoração. Aquelas pedras branquinhas, na verdade, são um tipo de vidro vulcânico que faz uma ótima drenagem e é super resistente. Além disso, a perlita é, geralmente, combinada com a fibra de coco e as turfas.

Vermiculita - tipos de substratos para plantas
Vermiculita – Foto: Agro 20.

Vermiculita

De todos os tipos de substratos para plantas que citamos aqui, a vermiculita é um dos mais versáteis. Ela é boa para germinar sementes, ajuda a produzir boas mudas e melhora muito a condição do solo.

A vermiculita é um mineral poderoso que retém água até 5 vezes o seu peso total, além de ter a função de aerar o solo. Perto dela, só a fibra de coco retém líquido com a mesma eficácia.

Substrato pronto/substrato universal

Por fim, temos ainda o substrato pronto, considerado um substrato universal. Você pode comprá-lo numa mistura já pronta aqui na Winter. Mas não se esqueça de verificar se é, de fato, o produto ideal.

Que tal experimentar uma mistura de fibra de coco, casca de pinus esterilizada e carvão vegetal? É só pedir pelo nosso WhatsApp!

Quando utilizar substratos para plantas?

Nem sempre utilizar substrato vai ser necessário. Em geral, o substrato é utilizado em três momentos-chave:

O tempo de utilização de substratos varia bem de espécie para espécie. Por isso é tão importante conhecer as características do que você está plantando, assim como qual é o tipo de solo.

🌵 🌿 🌳

Gostou de saber mais sobre substratos e como eles vão deixar suas flores e plantas ainda mais bonitas? Então não pode perder os outros artigo do nosso blog sobre jardinagem, flores, decoração, paisagismo e muito mais! Não importa se você tem um mega jardim ou se a sua casa só tem um vasinho. Temos dicas ótimas para todos!

E além do blog tem ainda mais conteúdo nas nossas redes sociais Instagram e Facebook. Te esperamos lá!

Até a próxima!

Flores de verão para jardim: as 7 melhores para a estação mais quente do ano

A estação mais quente do ano já está se aproximando! Isso porque dia 21 de dezembro é o início do verão no Brasil. Quem não gosta do calor da estação e de toda alegria, bom humor e relaxamento que ela traz? Além disso, o verão é sinônimo de muitas cores. Por isso, nada melhor do que as flores de verão para jardim para concentrar todas essas características em um só lugar: sua casa.  

Apesar de a primavera ser considerada a estação das flores, também existem muitas plantas que florescem no verão. Durante essa época do ano, seu jardim pode ficar mais fresco e colorido, proporcionando ótimos momentos de descontração e relaxamento.  

Você já pensou em ter várias flores de verão no jardim e aproveitar esse espaço para ler um livro, escutar uma música, admirar a paisagem ou receber suas visitas? Seria uma delícia, não é mesmo? Então, vamos conhecer as melhores plantas para a estação mais quente do ano

1. Zínia

As zínias são as plantas ideais para o clima quente e seco do verão. Elas não suportam baixas temperaturas e, principalmente, as geadas. Para seu bom desenvolvimento e crescimento, elas necessitam de luz solar direta por algumas horas diárias.  

A zínia possui uma floração abundante e muita colorida. As cores, normalmente, são em tons quentes que, certamente, darão mais calor visual à estação mais quente do ano. São perfeitas para o jardim de verão, você não acha? 

zínias no jardim de verão
Foto: Blog-Flores.pt

2. Gardênia

Famosa pelo seu aroma marcante, a gardênia floresce durante a primavera e o verão. Seu perfume doce e intenso já inspirou até um filme e música de nomes iguais: “Perfume de Gardênia”.  

A planta se adapta melhor a uma temperatura amena e gosta de climas com bastante umidade, típico do verão brasileiro, com sol e muita chuva. Para se desenvolver, ela precisa de muita luminosidade, de preferência sol pleno, mas não suporta bem o sol direto nos horários mais quentes (das 11h às 17h).  

flores de verão - gardênia
Foto: Blog-Flores.pt

3. Suculentas

Queridinhas da vez, as suculentas são plantas de sol. Fáceis de manutenção e resistentes a condições climáticas extremas, elas são as plantas tendências para decorar um espaço exterior ou interior. Se você quiser começar a decorar o seu jardim com suculentas, aqui embaixo tem lindas opções vendidas pela Winter. Basta clicar em “Comprar”.

Por armazenar água nas suas folhas, troncos e raízes, as suculentas são capazes de sobreviver com pouca água. Por outro lado, elas precisam de muita luz – a quantidade de horas de luz direta vai depender da espécie. Mas, no geral, as que têm folhas mais azuladas, suportam menos o sol forte. Você consegue encontrar suculentas com cores e formas de folhas diversificadas, facilmente adaptáveis a muitos tipos de jardins e climas, criando excelentes combinações com outras plantas.  

plantas da estação - suculentas
Foto: Blog-Flores.pt

4. Dálias

As dálias são lindas e fazem muito sucesso. É uma ótima opção de flor de verão para jardim, já que são fáceis de cultivar e adoram climas quentes. Um dos cuidados fundamentais para o desenvolvimento e crescimento da dália é a luz solar.  

Entretanto, elas devem ser protegidas dos ventos e não toleram o frio extremo. Assim como outras flores, as dálias florescem na primavera, mas, é no verão que atingem o seu melhor! Como resultado, apresentam uma grande variedade de cores, que adicionam vida aos vasos e jardins. Super a cara do verão, você não acha? 

Dálias coloridas no verão
Foto: Plantei.com.br

5. Equinácea ou flor-de-cone

A flor-de-cone traz todo o charme do verão para o seu jardim, já que apresenta uma grande variedade de cores, como o rosa, laranja, amarelo e branco. Essas opções fazem com que a decoração do jardim fique deslumbrante. Ela deve ser cultivada em local bem ensolarado e em solos bem drenáveis, pois não sobrevive a encharcamentos.  

Por outro lado, sombras à tarde propiciam cor mais intensa nas flores. Para você se apaixonar ainda mais, as flores atraem, principalmente, borboletas, e os frutos são consumidos por pássaros. O que você acha do seu jardim sendo visitado por borboletas todos os dias? Um sonho, não?  

Flor-de-cone para o verão
Foto: Plantei.com.br

6. Girassol

O girassol não poderia faltar nesta lista de flores de verão para jardim, não é mesmo? Como o próprio nome sugere, a planta “gira para o sol”, isto é, as flores acompanham o movimento do sol. Para cultivá-lo, é necessário um local bem ensolarado com, no mínimo, 4 horas de sol direto, todos os dias. 

As flores lindas e grandiosas demonstram a imponência e porte majestoso desta planta. Seu nome científico “Helianthus annus” significa “flor do sol”, traduzindo perfeitamente a beleza do girassol. Cenário perfeito para um dia lindo de verão, você não acha?  

Girassol flor de verão
Foto: Green Savers

Que tal começar a decoração do seu jardim com girassóis? A Winter tem algumas opções incríveis para você.

7- Margaridas

Por último, mas não menos importante, as margaridas – clássicas flores de verão. A margarida encanta por sua simplicidade e resistência. Ela se adapta facilmente a diferentes ambientes e é uma das principais escolhas para arranjos de vasos para decoração interna e buquês. Mas dão um charme todo especial aos jardins.  

Para cultivá-la, prefira locais bem iluminados e com sol. Você também deve regá-las regularmente, mas sem exagerar. Para favorecer o florescimento contínuo das margaridas, fique de olho nas podas. As flores murchas devem ser retiradas rapidamente para que outras brotem. Um jardim cheio de margaridas é inspiração em um dia de calor, não é mesmo?  

Margaridas no jardim de verão
Foto: Plantei.com.br

Dicas para cuidar das suas flores de verão para jardim

Com tantas flores lindas e facilmente cultivadas no verão, que tal aproveitar a chegada do calor para deixar o seu jardim mais bonito? Ou então, para dar início ao seu próprio jardim?  

Se você deseja começar o próprio canteiro nessa época, é importante anotar as dicas de cuidados com as plantas no verão. Afinal, as plantas são seres vivos, assim como nós. E, se nós precisamos de atenção redobrada com as altas temperaturas e o ar seco da estação mais quente do ano, elas também necessitam. Seguindo as orientações, você pode mantê-las sempre bonitas e saudáveis.  

Sombra e água fresca não fazem mal a ninguém

Evite regar as plantas ao meio-dia, sob o sol forte, pois a terra fica muito aquecida e a água irá evaporar antes mesmo de chegar às raízes. E não exponha diretamente as plantas ao sol durante muito tempo, porque elas podem sofrer queimaduras. A exceção é para aquelas que necessitam dessa exposição para o seu desenvolvimento.  

O ideal é regar as plantas uma vez a cada dois dias, no início da manhã ou no fim da tarde, já que o excesso de água também pode ser prejudicial. Para que as suas plantas possam curtir o sol do verão sem correr riscos, coloque-as numa zona fresca, que alterne períodos de sol e sombra.  

Faça a poda constante e retire flores e folhas secas 

A frequência correta do corte de ramos e folhas secas é muito importante, e não apenas para manter o jardim sempre bonito. Plantas ornamentais devem receber poda constante para que todos os nutrientes por elas absorvidos sejam utilizados na produção de novas folhas e flores, favorecendo o seu crescimento.  

Com o calor, é ainda mais importante ficar atento em recolher folhas e flores secas que caem na base de vasos e floreiras. É que durante os dias mais quentes, elas abafam o solo e dificultam a circulação do ar pela terra.  

Foto: Voz do Campo

Não dê espaço para as pragas 

A umidade das chuvas de verão faz com que as plantinhas fiquem deslumbrantes durante a estação. Mas, por outro lado, ela também contribui para que as pragas se fortaleçam nessa época. Por isso, você deve eliminar as ervas daninhas da terra próxima às plantas e se atentar aos parasitas e fungos que se desenvolvem no caule.  

Para uma efetividade maior no controle de pragas, você pode acrescentar fertilizante ou produtos específicos para pragas e parasitas nos seus vasos ou jardim.  Aqui embaixo, você tem opções de fertilizantes vendidos pela Winter, para adquiri-los basta clicar em “Comprar”.

Vamos recapitular as principais dicas para cuidar do seu jardim de verão? 

Espero que esse post tenha te inspirado a começar a cultivar o seu próprio jardim, ou então, a tornar o seu jardim ainda mais bonito para o próximo verão. Se você decidir dar início à jardinagem, que tal mandar fotos pra gente lá no nosso Facebook ou no Instagram? Vamos adorar receber e compartilhar com todos os nossos seguidores.

Fertilizantes para plantas: tudo que você precisa saber!

Você lembra como foi a sua primeira experiência cuidando de plantas? Ela foi de cara um sucesso ou levemente desastrosa? Para muitas pessoas, o que, inicialmente, parece algo fácil, logo parece ficar complicado. Afinal, com o tempo descobrimos que terra, água e sol não são as únicas coisas que fazem uma planta crescer bonita e saudável. Por isso, hoje a nossa conversa é sobre fertilizantes para plantas. Eles podem auxiliar no que está fora do nosso alcance.

Saiba, em seguida, o o que você vai encontrar aqui:

E muito mais! 🌻

Foto: Elementar.

O que são fertilizantes para plantas e flores?

Quando estão na natureza, as plantas e as flores vivem um processo natural de alimentação. Todos os nutrientes que elas precisam para sobreviver vão sendo constantemente repostos no solo. Eles vêm, principalmente, da decomposição de outras plantas de seres vivos que habitem o ecossistema. Assim, na natureza, as plantas não precisam de fertilizantes.

No entanto, muitos de nós temos a cultura de cultivar em vasos. E nesse tipo de espaço o ciclo de nutrição é bem mais limitado. Não ocorre como na natureza. Contudo, isso não quer dizer que o plantio em vasos é prejudicial. As nossas queridas plantas só precisam de uma ajudinha para crescer saudável.

É aí que entram os fertilizantes, que repõem no solo tudo que a planta precisa de minerais e vitaminas. E a fertilização precisa ser controlada, de acordo com cada espécie, e feita com o produto correto. Como veremos adiante, fertilizante não é tudo igual.

Foto: Bob Vila.

Fertilizante é agrotóxico? NÃO! Entenda as diferenças

Algumas pessoas ainda não aderiram aos fertilizantes para plantas por conta de alguns pensamentos equivocados. Frequentemente, alguns confundem com agrotóxicos, que realmente fazem mal. Por isso, é importante entender qual é a diferença entre as duas coisas.

A única semelhança é que ambos são produtos sintéticos. Porém, o agrotóxico é pensado para matar pragas que podem atingir uma plantação. Por outro lado, os fertilizantes são semelhantes a quando tomamos suplementos vitamínicos, ou seja, faz bem para as suas plantas!

De quais nutrientes uma planta precisa?

Cada planta tem, sem dúvida, suas particularidades. No entanto, três nutrientes são bons para todas: o fósforo, o potássio e o nitrogênio. Um bom fertilizante vai repor no solo essas três coisas. Entenda melhor a função de cada um:

Foto: Winterflor.

Quais são os tipos de fertilizantes para plantas?

Assim como nós dissemos anteriormente, os fertilizantes para plantas não são todos iguais. Eles têm diferentes dosagens de nutrientes bem como costumam vir indicando na embalagem para quais espécies eles são indicados. Algumas marcas, por exemplo, costumam ter números como 4-18-08 ou 10-10-10, que nada mais são indicativos da proporção de nutrientes.

Quanto aos formatos, no entanto, eles atendem a diferentes formas de aplicação:

Mas atenção! Sabe aquela máxima de que tudo em excesso faz mal? De fato, isso também vale para a nutrição das plantas. Tenha atenção às instruções da embalagem.

E antes de escolher e de aplicar um fertilizante, converse com um especialista da nossa loja pelo WhatsApp. Assim, você vai ter certeza da escolha e pegar dicas personalizadas de acordo com a sua necessidade. É só clicar aqui.

Foto: Winterflor.

Quando começar a aplicar o fertilizante?

Nas primeiras semanas desde o plantio, tudo que a planta precisa é de água e sol. Porém, entre a terceira e a quarta semana é o período ideal para começar a aplicar a reposição de nutrientes. Contudo, se a sua planta ainda é um bebê, as primeiras doses devem ser pequenas. O correto é ir aumentando gradativamente a quantidade de fertilizantes até que você chegue na quantidade máxima indicada na embalalgem.

Ao longo da vida da planta, você pode precisar de fertilizantes diferentes, que atendam, de fato, às quantidades ideais de cada nutriente. Entenda melhor como isso funciona a seguir:

Uma lista de cuidados na aplicação dos fertilizantes para plantas

Por fim, preparamos uma listinha que resume bem no que você deve ter atenção na hora de escolher e de aplicar os fertilizantes para plantas e flores.

🌼 🌼 🌼

Bora ter um jardim lindo e saudável?

Gostou das nossas dicas sobre o uso de fertilizantes? Agora é só aplicar esses conhecimentos na sua casa, no seu jardim… enfim, em todas as plantas que você quer ver crescer do seu lado.

Aqui no blog da Winter toda semana tem dicas incríveis de jardinagem, de paisagismo e muito mais. E sabe onde mais você pode ter conteúdo assim? Lá nas nossas redes sociais, te esperamos no nosso Instagram e no nosso Facebook. Se você ama jardinagem, cola com a gente!

Flor de cerejeira: significado, tipos e como plantar

Existem poucas flores que sejam tão simbólicas, belas e ricas em diversidade quanto as flores de cerejeira. Essas árvores em flor parecem um sonho, e se você quer descobrir qual o seu significado, os tipos e como ter uma no seu jardim ou até mesmo em casa, continue a leitura! Nós vamos te contar tudo sobre essas surpreendentes flores.

🌸 Flor de cerejeira: significado

Se você é o tipo de pessoa que busca pelo significado por trás de cada uma das belezas da vida, saiba que a Flor de Cerejeira não poderia ser mais simbólica. Essas plantas representam o feminino, o amor, a felicidade, a renovação e a esperança.

A floração da cerejeira marca a passagem do inverno para a primavera. E o que essas flores têm de belas, têm também de passageiras. Isso porque cada uma delas dura no máximo 3 dias antes de caírem ao chão. Também por essa razão, elas representam a fragilidade da vida e a importância de desfrutar de cada momento.

🌸 Flor de cerejeira: conheça 7 tipos

Existem tantos tipos dessa surpreendente flor, que seria impossível falar de todas elas em um único texto. Uma curiosidade sobre essas árvores é que elas existem até mesmo em portes pequenos e miniaturas (bonsais), então, é possível ter uma árvore de cerejeira dentro de casa, desde que em local com bastante luz natural. Incrível, não é mesmo? Algumas dão frutos comestíveis, outras frutos não comestíveis e existem ainda aquelas que não dão nenhum fruto. São centenas de variedades, então, vamos conhecer as principais delas? Confira:

1- Yoshino

Essa árvore produz flores brancas únicas, criando um efeito de bola de algodão. Exalam um agradável aroma de amêndoas e são de fato uma das variedades mais populares encontradas nessa cor.

Foto: National Park Service.

2- Kwanzan

Batizada com o nome de uma montanha japonesa, floresce cerca de duas semanas depois da espécie Yoshino. Suas flores duplas e cor-de-rosa se assemelham a belos, delicados e certamente perfumados cravos.

Foto: National Park Service.

3- Akebono

Com um rosa claro delicado e encantador, a Cerejeira Akebono é na verdade uma mutação da Cerejeira Yoshino. Daí sua semelhança com tal. E não é só o formato das flores e folhas e o porte das árvores que são iguais. Naturalmente, elas florescem na mesma época.

Foto: National Park Service.

4- Afterglow

Aí está mais uma flor que se assemelha a Yoshino. A principal diferença dela em comparação às suas duas “irmãs”, de fato, é a coloração das pétalas, que são bem mais intensas e não desbotam.

Foto: Arbor Day Foundation.

5- Flor de Outono

Apesar de ter esse nome, essa árvore floresce o ano todo, indo no caminho oposto da maioria das cerejeiras. É uma planta rara e que dá flores especialmente delicadas.

Foto: National Park Service.

6- Chorosa

Ao contrário de outras cerejeiras, as flores da Cerejeira Chorosa podem variar do branco ao rosa escuro e possuem flores simples ou duplas. Ver essa majestosa árvore em flor é espetacular e certamente irá te tirar o fôlego! As flores pendentes dão um aspecto extremamente belo, impressionante e elegante. Basta ver a imagem abaixo para perceber que ela é, de fato, um dos tipos de cerejeiras mais bonitas que existem.

Foto: Zekkei Japan

7- Fugenzo

Essa linda espécie floresce em ramos de flores cor-de-rosa intenso que desbotam formando uma variedade de tons que são certamente encantadores. 

Foto: anasidra.

🌸 Flor de cerejeira: como plantar

Chegou a parte favorita dos jardineiros de plantão! Vamos falar sobre o cultivo da flor de cerejeira, essa planta tão incrível e cheia de significado. Confira as dicas que separamos para você:

**

Esse foi o nosso texto sobre o significado, os tipos e o cultivo da árvore de cerejeira. Você gostou do conteúdo? Então nos siga no Instagram e também no Facebook para não perder nenhum conteúdo relacionado ao mundo das plantas.

E que tal aproveitar a sua visita ao nosso site para presentear alguém que você ama? Não espere as datas comemorativas para demonstrar o seu afeto: surpreenda hoje mesmo

Obrigada pela leitura! Até a próxima.

Alstroemérias: dicas fáceis para plantio e cuidados

As Alstroemérias são o sonho de qualquer pessoa que ame flores: versáteis, multi coloridas, e simples de cuidar. Se você, por exemplo, é alguém que está começando agora a cuidar de flores, a espécie é perfeita para você. Mas se o seu caso já é uma paixão de longa data e ainda não tem uma flor dessa, até o final do texto você com certeza vai querer ter.

Por isso, hoje a gente vai te dar um guia completo de como cuidar das alstroemérias. Olha só o que você vai ler a seguir:

E muito mais! Acompanhe:

alstroemérias
Arranjo de Alstroemérias singelas. Compre pelo site ou peça pelo WhatsApp.

O que é uma Alstroeméria: características e significados

As Alstroemérias são plantas naturais aqui da América do Sul. Aqui no Brasil, em especial, assim como no Chile, temos um ambiente fértil da espécie. O que caracteriza fisicamente esse tipo de flor é seu formato tuberoso, mais espesso. Não é à toa que elas são comparadas com os lírios, pela semelhança. Em alguns lugares você pode ouvir falar nas Alstroemérias como lírios peruanos, inclusive.

Esta planta cresce bem em climas quentes. E por falar em crescimento, ela cresce de verdade, chegando a medir de 2 a 3 metros de altura.

Historicamente, a espécie é cheia de significados. Além de ser uma das flores que representam amizade, ela também simboliza devoção e compromisso. Por isso, elas são frequentemente enviadas como presentes de aniversário, dia do amigo, entre outras datas.

Informações úteis sobre as alstroemérias:

Tipos de Alstroemérias

Na prática, existem pelo menos 120 tipos da flor. E dentro dos tipos, uma variedade grande de cor. Elas surgem em flores amarelas, flores vermelhas, laranjas, brancas, rosas, roxas e algumas até misturadas. A seguir, vamos falar de alguns dos tipos mais bonitos.

Alstroeméria Bali
Alstroeméria Bali – foto: Proflowers.

Alstroeméria Bali

Este tipo aparece nesse lindo tom dourado, misturado com listras vermelhas e marrons. Essas cores vivas combinam com as estações mais quentes. A espécie se dá muito bem com o aumento da temperatura.

Entretanto, a Bali não cresce tanto quanto outros tipos da espécie, o que faz com que ela seja ideal para quem tem jardins pequenos e precisa plantá-las em vasos.

Alstroeméria candy
Alstroeméria Candy – foto: Proflowers.

Alstroeméria Candy

Esse nome vem mesmo de a flor lembrar os doces infantis, nessa simpática coloração rosa. Ao contrário do exemplo anterior, a Alstroeméria Candy pode chegar até 3 metros de altura.

E uma característica bem legal é que a Candy é bastante resistente. Isso é, portanto, um benefício para produtores iniciantes que, eventualmente podem esquecer de uma coisa ou outra nos cuidados.

fougere
Alstroeméria Fougere – foto: Proflowers.

Alstroeméria Fougere

A variedade Fougere é elegante e cheia de detalhes. Tanto quanto é linda, a Fougere é prática e pequena, crescendo até 30 centímetros de altura.

O porém da Fougere é que as pétalas podem causar pequenas irritações na pele. Por isso, faça um manuseio adequado utilizando luvas e mantendo longe de crianças e animais.

inca ice - alstroemérias tipos
Alstroeméria Inca Ice – foto: Proflowers.

Inca Ice

De tamanho, podemos, então, dizer que a Inca Ice é média. Sua altura chega até 1 metro. Aqui, estamos falando de uma alstroeméria mais delgada, ou seja, com folhas mais finas.

Nas cores, temos o amarelo mais cremoso ou o tom de damasco, com listras da cor do vinho por dentro.

Alstroemérias indian summer
Alstroeméria Indian Summer – foto: Proflowers.

Indian Summer

Indian Summer ou, em tradução livre, “verão indiano”, é uma variedade com cores bronzeadas, puxadas para o laranja e o dourado. Assim como a Inca Ice, ela é média, podendo chegar a 72 centímetros.

Quem gosta de borboletas no jardim, vai gostar de saber que ela as atrai, assim como outros insetos que dão, de fato, mais vida ao jardim.

Como cuidar das Alstroemérias: dicas de plantio

Quer que as suas Alstroemérias cresçam saudáveis? Então confira as dicas de plantio.

Sol, água e estações

Luz solar: as alstroemérias precisam ser plantadas numa área onde bata bastante sol. Mas é importante, também, que as flores peguem um período de sombra à tarde.

Água: a rega das alstroemérias devem ser feitas regularmente. Quando você plantá-las pela primeira vez, é muito importante que a parte do caule que fica embaixo da terra fique sempre molhado até que os primeiros brotos apareçam. Depois disso, quando a planta ficar estável, a rega tem que ser mais espaçadas para não deixar as raízes apodrecerem.

Estação: Apesar de as plantas amarem sol, a melhor época para o plantio é entre o outono e a primavera, onde as temperaturas não estão altas demais. Durante o verão, o ambiente de estufa é o ideal.

Toxicidade

As alstroemérias possuem, no entanto, uma toxina chamada de tulipalina, que é prejudicial aos animais. A tulipalina está na seiva da flor e pode causar irritação ao contato. Se for ingerida, a toxina pode levar o animal a ter reações. Porém, as alstroemérias não são plantas perigosas, as reações são mais como irritações desagradáveis como vômitos e coceira. O ideal é sempre lavar as mãos ao tocas as flores da espécie ou utilizar luvas.

Como proteger as alstroemérias das pragas e outros problemas

A toxicidade das alstroemérias tem pelo menos um benefício. Elas ajudam a afastar pragas animais. No entanto, alguns insetos podem causar transtornos. A planta pode acabar atraindo pulgões, ácaroes, lesmas e outros. E a importância de evitar as pragas é que elas podem transmitir doenças e fungos para as alstroemérias.

Um problema comum é o apodrecimento da raiz causada por fungos. Eles acabam atrofiando o crescimento da planta, deixando as hastes murchas. Esses fungos podem atacar a planta em caso de solos muito encharcados por longos períodos. Outra condição propícia para os fungos é quando uma alstroeméria é plantada muito perto da outra, pois isso pode levá-las a uma deficiência de filtragem do ar.

Em casos de doenças, remova todas as partes afetadas.

Outra coisa boa da planta é que ela é resistente, tanto que prospera no calor. Porém, temperaturas congelantes podem ser perigosas. Evite, por exemplo, plantá-las em lugares de sombra e, quando o frio bater de verdade, leve as alstroemérias para um abrigo.

Como fazer a remoção das alstroemérias

Para trocar a sua planta de lugar, aplique água suficiente parta manter o solo intacto na hora da remoção. E para retirar a planta, é importante manter também as raízes intactas.

No novo ambiente, a planta precisa, no entanto, se acostumar. Por isso, regue-a a cada dois ou três dias por pelo menos três semanas. Depois desse período, você pode aumentar os intervalos das regas.

Saúde da planta

A seguir, algumas dicas de cuidados pós-plantio para manter as alstroemérias saudáveis.

Quer uma Alstroeméria? Fale com a Winter!

Aqui na Winter tem tudo para você cuidar da sua alstroeméria e fazê-la durar muitos anos. O seu jardim nunca mais será o mesmo depois da chagada dessas flores. E para facilitar a gente tem os produtos no site ou você pode pedir pelo WhatsApp clicando aqui!

E sabe o que mais a gente tem? Muitas dicas de floricultura e jardinagem para você, aqui no site ou nas nossas redes sociais. Segue a gente lá no Instagram e no Facebook para não perder nenhum conteúdo.

Muito obrigado pela leitura!

Jardinagem em casa: conheça 11 benefícios para a saúde

Praticar jardinagem em casa é uma tarefa certamente prazerosa. Por isso, é o hobby preferido de muita gente. Mas cada pessoa tem seus motivos para embarcar no universo das flores e nenhum jardim é igual ao outro. Foi por isso que, pensando em quem quer levar para casa um pouco da natureza aliada à saúde, preparamos para hoje um artigo especial.

Em tempos onde passamos muito tempo interagindo com máquinas, a saúde em geral tem perdas significativas pela falta de contato com a natureza. Ou por não termos tempo e interesse, ou por estarmos mesmo privados vivendo em ambientes pouco estimulantes e naturais.

Por isso, nós vamos te contar quais são os 11 principais benefícios para a saúde que podem vir do exercício da jardinagem. Não é sobre substituir os tratamentos médicos, eles ainda são muito importantes, independente do que você tenha. A prática de cultivar um jardim te ajuda a prevenir muitos problemas e a se reconectar com quem você é.

Tá curioso para saber quais são esses benefícios? Então acompanhe com a gente na leitura!

saúde plantas jardinagem

1 – Praticar jardinagem em casa reduz o risco de derrame

Uma pesquisa publicada pela American Heart Association, que estuda problemas cardiovasculares, trouxe uma perspectiva muito interessante. Eles listaram a jardinagem como uma das atividades que pode reduzir o risco de alguém ter derrame. O que surpreende é que a jardinagem ganhou destaque ao lado de atividades mais esportivas como natação, corrida, entre outras.

2 – Cuidar do jardim ajuda a queimar calorias

A intensidade da jardinagem como exercício é considerada entre moderada e alta. Segundo dados dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, uma pessoa chega a queimar 330 calorias durante 1 hora de jardinagem. E, para isso, nem precisa ser um serviço pesado. Basta, então, 1 hora de jardinagem leve ou mesmo trabalho no quintal. Isto é mais do que levantar pesos pelo mesmo período de tempo, acredita? Pois é!

Se você quiser colocar a jardinagem na sua rotina semanal, o recomendado é de 30 a 45 minutos no dia, fazendo de 3 a 5 vezes na semana. Aproveite a boa oferta de ferramentas de jardim e espécies de plantas disponíveis para dar um trato no seu quintal e transformá-lo no espaço dos sonhos. Tudo isso enquanto cuida da sua saúde!

E na hora de comprar flores e plantas, que tal dar uma olhadinha nos produtos e ideias da nossa loja? Além do site, você ainda pode falar com a gente pelo WhatsApp e e-mail que estão no final da página!

jardinagem casa

3 – Auxilia na prevenção de doenças fatais

Se jardinagem pode ter utilidade para manter ou diminuir o peso, consequentemente ela pode reduzir o risco de doenças fatais, como as cardíacas. Do ponto de vista da jardinagem como atividade física, os benefícios são principalmente prevenir e controlar a hipertensão. Institutos internacionais como o The National Heart e o Blood Institute já listaram a jardinagem como auxiliar no combate a esta doença.

kit-temperos-terra-pa-e-fertilizante-2

Falando em saúde, que tal plantar seus próprios temperos? Compre o kit no site ou clique aqui e peça pelo WhatsApp.

4 – Ajuda a impedir a osteoporose

A osteoporose é uma doença dos ossos que pode ser muito limitante, principalmente na terceira idade. A jardinagem em casa, mesmo sendo uma atividade mais tranquila, tem movimentos suficientes para manter o corpo ativo.

Enquanto cuida do jardim, na verdade nosso corpo está cavando, plantando, agachando para remover pedras e ervas daninhas. Tudo isto exige força e alongamento, fazendo com que ossos e músculos continuem saudáveis.

Além disso, esse tempo ao ar livre ajuda o corpo a absorver mais vitamina D, que é essencial para os ossos e vem, principalmente, do sol.

Espécie: Syngonium Butterfly. Gostou? Peça pelo site ou pelo WhatsApp.

5 – Jardinagem em casa pode ser o fim do estresse

Cada um faz uma coisa para desestressar. Mas se você ainda não descobriu o que te deixa leve, que tal experimentar a jardinagem? Ela pode ser tão ou mais eficaz que outras formas de lazer.

Um estudo da Holanda exibido no canal de CNN fez o seguinte experimento: colocou dois grupos de alunos para fazer atividades estressantes. Em seguida, para relaxar, o primeiro grupo foi fazer 30 minutos de leitura dentro de casa. Enquanto isso, o segundo grupo foi fazer jardinagem.

O grupo do jardim relatou estar com humor melhor do que o grupo da leitura, assim como níveis mais baixos de cortisol, que é o hormônio do estresse.

Veja só como pode ser uma ótima ideia criar e cuidar de um jardim? Porém, se você é do time da leitura, pode aproveitar para decorar seu espaço de relaxamento com algumas flores, também!

6 – Cercar-se de flores faz muito bem para o bom humor

E falando de dispor flores no ambiente, saiba que isso ajuda bastante na saúde geral. Existem diversas pesquisas sobre o benefício de viver próximo das plantas, mas nós podemos citar a da Universidade Rutgers. A partir de testes, eles demostraram que as flores são moderadoras naturais do humor, impactando diretamente na felicidade.

A relação entre as flores e a felicidade é tão relevante que nós já falamos só sobre isso em uma artigo aqui do blog. Vale a pena conferir!

mulher jardim frutas

7 – Um jardim em casa pode ter efeitos psicológicos positivos

Um bom jardim também tem efeitos em quem nós somos. Viver esse espaço pode nos ajudar a nos reconectar com quem a gente é de fato. E, principalmente, é sobre o que estamos fazendo em relação ao planeta, que vem sendo tão castigado. Quando estamos em um jardim, temos oportunidade de focar na beleza e na pureza das coisas. Além disso, é possível experimentar mais admiração, mais gratidão e abundância.

8 – Estado de consciência

Quando um atleta pratica seu esporte e coloca todo seu corpo e mente naquela atividade, ele experimenta um estado alterado de consciência. Esta “zona” do pensamento humano é semelhante ao que muitos chamam de transcender espiritualmente. E é geralmente neste momento em que cada pessoa pode sentir que está fazendo o seu melhor.

Um jardim também é capaz de levar a esse estado mental. Principalmente se você for alguém que leva as plantas muito a sério e a jardinagem dá mais sentido à sua vida.

benefícios saúde jardim

9 – Jardinagem em casa pode ser uma questão de sobrevivência

Um jardim é um espaço propício para tudo que é cultivável na terra. Talvez o seu jardim seja apenas decorativo, mas muita gente já aproveita para plantar espécies com outras utilidades. Flores comestíveis, vegetais, temperos, ervas para chás e até frutas e legumes. E tudo isso plantado por você, sem possíveis toxinas utilizadas no agronegócio. Esta é uma forma totalmente sustentável de viver.

10 – Cavar melhora a imunidade

Então quer dizer que mexer na terra pode melhorar a saúde? Sim! E olha só que dado interessante.

Provavelmente você deve ter ouvido que é para deixar a criança pequena brincar na terra para aumentar os anticorpos, certo? Por um tempo, isso era apenas um conhecimento popular, até que um cientista provou que a teoria está certa.

Christopher Lowry, Ph.D. e professor da Universidade do Colorado, experimentou injetar uma bactéria inofensiva encontrada no solo em ratos. Então ele descobriu que isso aumenta a liberação e o metabolismo da serotonina nas partes do cérebro que fazem o controle da função cognitiva e do humor. Esse efeito é algo muito parecido com o que fazem, por exemplo, alguns antidepressivos.

Por isso, na sua jardinagem em casa ou em qualquer outro local, não tenha medo do contato com a terra.

peperomia-melancia-1 (1)

Olha que linda a Peperômia Melancia! Para ter no seu jardim, é só pedir no site ou pelo WhatsApp.

11 – Um jardim aumenta a empatia

O contato com um jardim pode, de fato, aumentar o nosso desejo de olhar para a situação do outro. O fato é que um jardim é uma coisa viva e, muitas vezes, incontrolável. Ao sentar em um jardim podemos começar a ver quanta vida existe além da nossa. Vemos plantas, insetos, pássaros… Isso reflete direto em como enxergamos uns aos outros. Passamos a ter mais empatia e proximidade.

🌼 🌵 🍁

Viu só como a jardinagem vai muito além de gostar de flores? São tantos benefícios que a conversa é inesgotável. Por isso, você está convidado a se juntar a nós nas nossas redes sociais para ficar por dentro de muito mais dicas! Estamos no Instagram e no Facebook, formando uma comunidade enorme de apaixonados por flores e plantas.

Até a próxima!

***

Este artigo foi livremente inspirado pelo texto original 13 reasons why gardening is good for your health, do blog Gardening Gone Wild.

O que é Urban Jungle e como por essa ideia em prática

Se você deseja saber o que é Urban Jungle, está no lugar certo! Neste artigo, abordaremos os seguintes tópicos sobre o tema:

Continue a leitura e confira! Você certamente não vai se arrepender.

O que é Urban Jungle

o que é urban jungle
Foto: Filya Indoor Garden.

Antes de tudo, vamos entender o que é Urban Jungle. Em tradução literal, o termo significa floresta urbana. Essas duas palavras representam bem o que é uma Urban Jungle. No entanto, apenas a tradução literal não explica o que é esse conceito de fato.

Ao pensar no termo “floresta urbana”, diversos tipos de locais podem vir à mente: parques no meio das grandes cidades, bosques, reservas ambientais… essas podem até ser, de fato, florestas urbanas. Mas, na verdade, não é disso que estamos falando quando usamos o termo Urban Jungle.

Então, respondendo a pergunta principal de forma simplificada: Urban Jungle é um tipo de decoração que busca trazer a natureza para os interiores, como casas, escritórios e apartamentos, por exemplo. E se engana quem pensa que é só sobre inserir plantas na decoração, apesar de elas serem de fato as protagonistas. O conceito de Urban Jungle vai muito além disso.

Faz parte desse estilo de decoração trazer os mais diversos elementos da natureza, e nisso entram infinitas possibilidades, como por exemplo: pedras, madeira, vasos de barro, pequenas fontes d’água, areia, etc. Além disso, faz parte do estilo Urban Jungle complementar esses elementos naturais com outras peças que remetam à natureza. Aí vale tudo: obras de arte, papéis de parede, estampas, cores e acabamento dos móveis… Super interessante, não é?

Como começar um projeto Urban Jungle

o que é urban jungle
Foto: Jornal DCI.

O primeiro passo você já deu, que é pesquisar sobre o tema! Essa é a melhor forma de encontrar ideias para começar a sua Urban Jungle. É claro, você sempre pode contratar um profissional, e nesse caso, o mais indicado é o paisagista. Mas se você é do tipo que gosta de pôr a mão na massa (ou na terra) confira a seguir as dicas que separamos para os aventureiros de plantão:

1- Escolhendo as plantas

Através das imagens que utilizamos para ilustrar o artigo, dá para perceber que as plantas são o que há de mais importante na Urban Jungle. Afinal, se a ideia é trazer o conceito de floresta para dentro de casa, naturalmente, elas são as grandes protagonistas.

A verdade é que, na Urban Jungle, quanto mais plantas melhor! Mas não é só escolher as espécies aleatoriamente, existem diversos fatores que devem ser levados em consideração.

Entenda o que você precisa saber antes de começar a investir nas plantas que vão compor a sua floresta urbana:

Luminosidade

As variadas espécies de plantas têm diferentes necessidades. Não adianta investir em muitas plantas para determinado cômodo se essas são plantas que precisam de diferentes intensidades de luminosidade, por exemplo. Por isso, o primeiro passo é definir por onde você vai começar.

O local é bem iluminado, ou é mais carente de luz? Se há bastante luz solar entrando no ambiente, ou se é uma varanda que recebe luz solar direta, vale a pena buscar por plantas que gostam de sol.

No entanto, o mais comum na Urban Jungle é justamente o contrário. Por ser um tipo de decoração interna, geralmente a melhor opção são as plantas que se desenvolvem bem com pouca luz. Então, antes de mais nada, leve a luminosidade do ambiente em consideração para começar a investir nas plantas.

Espécies

Vá com tudo nas folhagens: samambaias, jibóias, Costelas de Adão… São alguns dos muitos exemplos de plantas que se desenvolvem muito bem mesmo em ambientes com pouca luz. Combine as tonalidades e aposte nos contrastes que os diferentes tons de verde podem proporcionar.

Sempre que possível, inclua flores. Existem vários tipos de flores que amam os ambientes internos, sem luz solar direta. Alguns exemplos de flores desse tipo são os antúrios e alguns tipos de orquídeas. É claro, em uma floresta, o que prevalece é o verde, então não exagere! Use as flores apenas em alguns pontos da Urban Jungle, para colorir e dar contraste.

2- Envolvendo outros elementos

o que é urban jungle
Foto: grantec.

3- Prestando atenção no todo

Não adianta ir enchendo de elementos soltos e sem propósito, pois a ideia da Urban Jungle é ser um refúgio aconchegante, e não um caos. Certifique-se de que os elementos sejam dispostos de forma que eles conversem entre si, ou seja, façam sentido juntos. Se visualmente você não sente que está agradável, teste outras possibilidades e veja novamente as imagens que ilustram esse texto para ter ideias sobre como dispor as plantas de forma harmônica.

Lembre-se que os outros objetos e elementos do ambiente também precisam combinar com o todo, pois tudo, até os móveis e objetos de decoração fazem parte da Urban Jungle. Móveis de madeira, revestimentos de pedra, estampas de plantas… São de fato muitas as possibilidades para colocar tudo isso em prática.

Cuidados essenciais com a Urban Jungle

o que é urban jungle
Foto: pointer.

Talvez você tenha olhado essas fotos e ideias e pensado: mas e os bichos que isso pode atrair? E as aranhas, mosquitos e pragas em geral? Realmente, isso é algo que você precisa levar em consideração. É necessário manter uma boa manutenção e limpeza das plantas para evitar esse tipo de problema.

Além disso, na maioria dos casos você só vai garantir que a sua Urban Jungle não vire um criadouro de espécies indesejadas se você usar algum tipo de inseticida. Mas não se preocupe, desde que você busque a orientação de um profissional e siga as recomendações do fabricante, esse tipo de produto não deve fazer mal para a sua saúde, ou de outras pessoas e animais domésticos que vivam com você.

Vale lembrar que esse tipo de produto precisa ser mantido fora do alcance das crianças e dos animais domésticos, para evitar qualquer tipo de acidente.

Com tudo isso em mente, basta escolher os elementos que mais combinam com o seu estilo e criar a sua própria Urban Jungle 🌿

**

Se  você gostou do nosso artigo, acompanhe a gente também nas redes sociais Instagram e Facebook e deixe seu comentário sobre esse texto através dos nossos canais.

Muito obrigada pela leitura. Até logo! 🍃

Como cuidar das plantas no inverno: dicas simples e valiosas

Você acha que é difícil cuidar das plantas no inverno? De fato, as condições da estação mais fria do ano podem prejudicar e até mesmo arruinar diversas espécies.

As plantas externas certamente são as que mais sofrem, e pode ser um pouco mais difícil mantê-las saudáveis durante a estação. Na verdade, grande parte delas entra em um estado de dormência e “despertam” novamente na primavera. Infelizmente, algumas não sobrevivem sem abrigo. Apesar disso, se engana quem pensa que as plantas que ficam dentro de casa estão totalmente livres dos riscos oferecidos pelo frio.

Mas se essa é uma preocupação para você, muita calma nessa hora! Nós vamos trazer diversas dicas para proteger suas plantinhas das mudanças climáticas e proporcionar condições que permitam que elas enfrentem esse período e resistam.

Continue a leitura e confira!

Saiba o que esperar

Saber o que vem pela frente é importante para prevenir problemas: níveis mais baixos de luz, ar seco, dias mais curtos e temperaturas mais baixas, por exemplo, podem colocar a vida da sua amada plantinha em risco.

Agora, que tal falarmos um pouco sobre cada um desses aspectos?

Iluminação

como cuidar das plantas no inverno
Foto: Pixabay.

Antes de mais nada, tenha em mente que a intensidade da luz solar é muito menor durante o inverno. Não é novidade que todas as plantas precisam de luz para ficarem saudáveis, ainda que indiretamente. Então, considere mover as plantas que ficam mais afastadas das janelas para mais perto delas durante o inverno. Dessa forma, elas sofrerão menos com o impacto das alterações de incidência de luz.

Outra dica valiosa é investir em uma iluminação artificial que seja capaz de fornecer a luz necessária para as suas plantas. Existem lâmpadas desenvolvidas especialmente para esse fim, como as lâmpadas LED chamadas “full spectrum” ou “LED Grow”. Esse tipo de iluminação facilita a fotossíntese e são interessantes principalmente para plantas que florescem. Apesar disso, lâmpadas comuns como as fluorescentes, por exemplo, também podem ser eficientes.

Temperatura

como cuidar das plantas no inverno
Foto: Pixabay.

De fato, a maioria das plantas domésticas são tropicais e preferem temperaturas entre 18 °C e 25 °C durante o dia, e cerca de 10 °C mais frio à noite. Isso pode ser difícil de alcançar em cidades com invernos rigorosos, afinal, é bem comum que nesses locais sejam usados aquecedores, principalmente à noite.

Ter conforto é importante, mas lembre-se que as plantas também merecem condições que sejam favoráveis. Por isso, mantenha as plantas afastadas das fontes de calor, pois esses aparelhos podem ressecá-las severamente.

Por outro lado, os aquecedores podem ser aliados para simular condições mais favoráveis para as plantas, já que muitas não toleram temperaturas muito baixas. Mas lembre-se: é preciso mantê-los a uma distância segura. Além disso, preste bastante atenção nas regas e na umidade do ar. Mantenha bacias com água, toalhas molhadas ou até mesmo umidificadores de ar no ambiente para garantir que o ar não esteja ressecado, o que prejudica a saúde das plantas.

Umidade

como cuidar das plantas no inverno
Foto: Pixabay.

Já que esse aspecto é tão relevante, nada mais justo do que falar sobre ele com mais detalhes. Naturalmente, a umidade do ar é mais baixa durante o inverno, e como dissemos anteriormente, esse aspecto é agravado ainda mais com o uso dos aquecedores, lareiras, etc.

As plantas dão sinais: folhas com pontas ressecadas e marrons e aparecimento de pragas como os ácaros aranha (minúsculos aracnídeos marrons que atacam em grupo) são alguns dos exemplos que podemos dar.

Mas nem todo problema de umidade está relacionado à falta dela! Muitas vezes, na tentativa de fornecer umidade suficiente, regamos em excesso, o que também prejudica a planta. A maioria das espécies prefere que a rega seja feita apenas quando a terra está completamente seca. Para isso, basta colocar o dedo na terra e avaliar se ainda há umidade. Como a evaporação da água é menor no inverno, naturalmente, você precisará regar com menos frequência do que de costume.

Vale lembrar que nem toda planta precisa de rega apenas quando o solo está seco, então, sempre leve isso em consideração. Se não tem certeza se a espécie precisa de solo sempre úmido ou não, antes de mais nada, faça uma breve pesquisa para saber o que fazer.

Fertilização

como cuidar das plantas no inverno
Foto: Pixabay.

As plantas só devem ser fertilizadas no inverno em cidades com temperaturas não tão baixas. Para regiões mais frias, como o sul e sudeste, geralmente se interrompem as fertilizações.

É claro, isso não é uma regra absoluta. Sempre leve em consideração as necessidades de cada espécie e peça recomendações aos profissionais, ou pesquise antes de tomar qualquer decisão quanto a isso.

Mantenha as plantas limpas

Essa dica pode até parecer estranha, nós sabemos, mas ela é de fato muito relevante. Muitas pessoas esquecem completamente de tirar o pó que acaba se acumulando nas folhas, e esse fator pode tornar ainda mais difícil a absorção da iluminação, que já é mais escassa durante o inverno. Afinal, a sujeira que fica na superfície vai obstruir a passagem da luz.

Além disso, a higienização adequada ajuda a prevenir pragas e doenças. Mas como se limpa uma planta, afinal? Confira abaixo:

Folhas lisas

Foto: Pixabay.

Utilize guardanapos descartáveis ou panos limpos e que não soltem pelos para tirar o pó da parte de cima e de baixo das folhas. Faça isso com delicadeza e bastante cuidado, para não quebrar ou machucar as mesmas.

Se a espécie não for prejudicada ao receber alguma umidade nas folhas, você pode finalizar passando o pano limpo e levemente umedecido com água morna para uma limpeza mais eficiente. Mas lembre-se: algumas espécies não se beneficiam ao receber umidade diretamente nas folhas, então, leve isso em consideração antes de por essa dica em prática.

Folhas peludas

Foto: Pixabay.

Espécies que tem folhas com pelos (aveludadas) não devem ser molhadas, pois elas podem ficar manchadas. Além disso, o acúmulo de água pode fazer com que elas se tornem alvos fáceis para a proliferação de fungos, ou até mesmo, que apodreçam.

Use uma escovinha macia para tirar o pó, novamente, com delicadeza. Utilize também ar comprimido. Plantas cobertas por espinhos, como os cactos, por exemplo, também devem ser higienizadas com ar comprimido, de preferência. Apesar de parecer algo muito complexo e específico, é na verdade muito fácil encontrar esse tipo de produto à venda na internet, e o valor costuma ser acessível.

**

Este foi o nosso artigo sobre como cuidar das plantas no inverno. Você gostou? Então, nos acompanhe nas redes sociais Instagram e Facebook e fique por dentro de mais conteúdos como o que você acabou de ler.

Obrigada pela leitura, até a próxima! ❄️🌿

Flores para o Dia dos Namorados: surpreenda com criatividade

Tradições passam de geração para geração por um bom motivo: elas são significativas em qualquer tempo! É verdade: flores para o Dia dos Namorados pode até ser um clichê. Mas certamente, trata-se de um clichê muito apreciado e sempre romântico e encantador.

E não é porque um presente é tradicional, que ele não pode ser criativo. Nesse artigo, veremos muitas dicas para presentear com flores no Dia dos Namorados que vão do tradicional e extravagante buquê de rosas vermelhas à opções super diferentes e únicas, como por exemplo os buquês com frutas.

Continue a leitura e confira presentes incríveis para ele ou para ela!

O tradicional e encantador buquê de rosas vermelhas

Foto: Winterflor.

Não tem como errar com esse presente! O buquê de rosas vermelhas é certamente o mais tradicional e sofisticado para presentear no dia dos namorados. Elas são cheias de simbolismo, e sendo as flores símbolo de Vénus, a deusa do amor, são principalmente relacionadas ao ápice da paixão.

Ideias para ir além do buquê

Se você deseja apostar em um presente que integre as românticas rosas vermelhas e outras opções que vão deixar o seu par ainda mais apaixonado, confira essas idéias:

1- Box Rosas, Chocolates e Chandon – Paixão Intensa: É de perder o ar! Essa combinação gostosa, doce e apaixonante certamente vai garantir um sorriso radiante no rosto do seu amor. ❤️

flores para o dia dos namorados
Foto: Winterflor.

2- Box de Rosas – Convite Para Jantar: vai apostar em surpreender com um jantar romântico? Então considere essa ideia incrível para uma noite especial do início ao fim.

flores para o dia dos namorados
Foto: Winterflor.

3- Pelúcia e Rosas – Meu Ursinho Favorito: antes de tudo, o seu amor é daqueles que ama rosas e bichinhos de pelúcia? Então, aposte nessa ideia para uma surpresa que se fará presente por muito tempo. 🐻

Foto: Winterflor.

4- Buquê Maçã do Amor: criativo, moderno e delicioso, esse buquê faz sucesso porque o charme das flores vermelhas e maçãs é encantador! Certamente, um presente inesquecível! Os frutos são devidamente higienizados e chegam prontos para consumo. Muito legal, não é?

flores para o dia dos namorados
Foto: Winterflor.

5- Cestas de café da manhã: e se o buquê de rosas vermelhas vier para complementar uma deliciosa e inesquecível cesta de café da manhã? Nada como começar o dia demonstrando seu carinho e afeto com uma surpresa deliciosa como essa.

flores para o dia dos namorados
Foto: Winterflor.

6- Box com rosas e bebidas: se o seu amor aprecia um bom whisky ou cerveja, veja essas opções interessantes para surpreender! Mostre que você conhece o seu par presenteando com romantismo e bom gosto. Tem até opções com rosas azuis, por exemplo. Super impressionante e belo.

Foto: Winterflor.

Foto: Winterflor.

Mini rosas: um mimo à parte

As mini rosas são presentes perfeitos para aquelas pessoas que apreciam os detalhes mais especiais e belos da vida. É um presente que demonstra amor, apreço e cuidado. As mini rosas combinam especialmente com pessoas que têm personalidades sensíveis e delicadas e como essas belas flores.

Confira essas opções:

1- Ramalhete Rainha Elizabeth: um presente muito especial, que prova que é possível misturar simplicidade e delicadeza com elegância e sofisticação. As plantas utilizadas para compor esse buquê foram as protagonistas, mini rosas, com perpétuas, cravos, eucalipto e limonium.

flores para o dia dos namorados
Foto: Winterflor.

2- Buquê Com Todo o Carinho: mais um tipo de presente que, de fato, fala por si só! As mini rosas com cores predominantemente champagne trazem ao arranjo uma simplicidade e doçura sem igual! O acabamento com eucalipto, alecrim, mosquitinho e alstroemérias dão um toque a mais nesse amor em forma de buquê.

Foto: Winterflor.

3- Box Mini Rosas – Para Quem Eu Amo: as tradicionais rosas vermelhas são incríveis, agora, misturar esse símbolo de amor intenso com a delicadeza das mini rosas é sem dúvidas uma ideia encantadora. Impossível não se apaixonar por um presente assim. ❤️

Foto: Winterflor.

Outros tipos de flores para o dia dos namorados

Se você é do tipo que gosta apostar em algo diferente, não se preocupe, há diversas opções que certamente irão agradar aos gostos mais exóticos, do extravagante ao minimalista. Então, partiu conferir algumas idéias?

1- Buquê de Flores do Campo: as flores do campo têm tudo a ver com pessoas que gostam de levar a vida de forma leve e alegre. Esse buquê especial transmite a mensagem de que você deseja proporcionar à pessoa amada muita alegria, positividade, carinho e proteção.

Foto: Winterflor.

2- Lisianthus Romântico: essas lindas flores são incríveis para aqueles parceiros que, antes de mais nada, desejam demonstrar seu enorme respeito, carinho e admiração por seu companheiro(a). São lindíssimas e bastante diferentes, para agradar aos olhares mais exigentes e que buscam sempre por novidades nas relações e na vida. 💜

Foto: Winterflor.

3- Arranjo no Vidro – Flores Alstroemérias: certamente, não tem como não perder o ar ao receber um arranjo tão lindo e exuberante! Pense nos momentos especiais que vocês terão e que vão ser ainda mais coloridos e cheios de amor com esse arranjo enfeitando e trazendo vida ao ambiente.

Foto: Winterflor.

4- Arranjo no Vidro – Tons Amarelo: se o seu relacionamento é alegre e vibrante e você deseja demonstrar a sua gratidão por ter essas características tão importantes presentes com vocês, então aposte em um arranjo com tons amarelos composto por girassóis, boca de leão e alstroemérias. Será que ele vibra tão forte quanto o amor de vocês? Certamente, é uma linda representação para parcerias únicas e especiais. 🌻 💛

Foto: Winterflor.

Buquês impressionantes e criativos

É claro, não poderíamos deixar de fora os nossos queridinhos que são a tendência do momento! Anteriormente, demos um exemplo com rosas e maçãs. Agora, confira mais idéias refrescantes de buquês com frutas. 🥝 💚

1- Buquê de Moranguinhos – Nina Ricci: para quem quer impressionar em (literalmente) todos os sentidos, esta é certamente uma opção incrível! Esse buquê impressiona o olhar, e é claro, o paladar. Sem falar no cheiro maravilhoso e apaixonante das hortênsias, rosas spray amarelas e moranguinhos. 🍓 😍

flores para o dia dos namorados
Foto: Winterflor.

2- Buquê de Frutas – Frescor: ninguém imagina receber um buquê que vai dar água na boca, não é mesmo? É por isso que essa surpresa é tão inesquecível e especial. E é claro, ela também é deliciosa. O buquê tem morangos, kiwi, physalis, carambola e acabamento com flores mistas.

Foto: Winterflor.

3- Buquê de Frutas – Estrelado: as rosas vermelhas protagonizam essa data especial, protagonizaram e inspiraram nosso texto e, então, não poderíamos finalizar sem trazer mais uma idéia maravilhosa com elas. Consegue imaginar daí o cheiro maravilhoso, refrescante, romântico e único desse buquê de rosas, maçãs, physalis, morangos e carambolas? É impossível não amar e se impressionar ao receber um presente tão lindo, criativo e delicioso. 🍎 🌹

Foto: Winterflor.

**

Esse foi o nosso texto com ideias incríveis para presentear de forma criativa com flores para o dia dos namorados. Se você gostou, então acompanhe a Winterflor no Facebook e Instagram para ficar ligado em mais ideias interessantes como essas.

Obrigada pela leitura. Até a próxima!

Como cuidar de um cacto? 5 dicas importantes

Não tem como negar que, de fato, a sessão de cactos de qualquer floricultura é um sucesso. Eles são pequenos, discretos, modernos e há um bom tempo eles são uma moda nas casas e apartamentos – dos pequenos aos grandes. Mas você sabe como cuidar de um cacto? Será que eles são mesmo tão fáceis de manter como parece?

Nosso tema de hoje é um apanhado de tudo que você precisa saber sobre esse tipo tão peculiar de suculenta. Esse é o seu momento de aprender um pouco mais sobre essa planta e ir além das ótimas fotos que eles proporcionam.

🌵

cacto-euphorbia
Cacto Euphorbia. Foto: Winterflor.

O que é um cacto?

O cacto é um tipo de planta que cresce muito em regiões secas. O crescimento dela vem desde o México, na América Central, até o começo da América do Sul.  Não é à toa que essa é uma planta que povoa várias regiões mais quentes aqui no país, como Norte e Nordeste.

Como elas crescem em regiões secas, as mais de 1.600 espécies de cacto têm esse corpo engrossado que acumula água por muitos períodos. Então é por isso que os cactos fazem parte da família das suculentas.

🌵 🌵

As regiões desérticas são cheias das espécies grandes de cacto, que podem chegar a quase dois metros de altura. Mais espinhosas do que os cactos menores, essas espécies acabaram se tornando um tipo de paisagem atraente e que ficou marcado na cultura em geral.

Porém, como os cactos tem raízes baixas e algumas espécies são bem miúdas, logo eles viraram um hit também na decoração. Hoje você encontra cactos em casas, apartamentos, quintais e até ambientes corporativos. Alguns decoradores mais ousados aproveitam, inclusive, da forma longa da espécie para formar cercas naturais.

Além disso, a imagem do cacto estampa almofadas, canecas, quadros, roupas e muito mais. Essa planta tem, de fato, uma legião de fãs.

cacto-euphorbia - tipos de cacto
Detalhe do cacto Euphorbia. Foto: Winterflor.

Tipos de cacto

Diante de quase duas mil espécies conhecidas, nós poderíamos ficar aqui por muitas linhas de texto só falando de cacto. Mas a nossa lista a seguir é, em resumo, das espécies ideias para você levar para o seu ambiente. Esses são alguns dos tipos de cactos mais marcantes e diferentes.

Tipos de cacto 1
Fotos: Safari Garden/Leroy Meril/Tua Casa.

Tipos de cacto 2
Fotos: Elo7/Pinterest/Mundo Naturarte.

Jardinagem - suculentas
Fotos: Cantinho verde/Pinterest/Solutudo.

Aqui no blog a gente tem um outro post cheio de dicas de decoração e espécies com cactos.

Jardim e decoração - suculentas
Foto: Maksim Goncharenok/Pexels.

Como cuidar de um cacto

Apesar de ser uma planta de baixa manutenção, o cacto ainda é um ser vivo e pede alguns cuidados. E é o que você vai aprender a seguir.

🌵

1. Cuidados com iluminação e calor

Se o cacto é uma planta do deserto, você poderia começar imaginando que ele precisa de muito sol, certo? Bem, não é bem assim. Os cactos aproveitam, claro, bastante a luz e o calor do sol e é assim que eles prosperam. Por isso, você vai colocá-lo no lugar mais quente da sua casa. Pode ser, então, perto de uma janela, ou mesmo na área mais aberta, se você tiver um quintal ou jardim. Inclusive, se você cultiva um cacto dentro de casa, leve eles para fora quando as temperaturas estiverem mais altas.

Os cactos que são criados do lado de fora crescem bem mais e com mais velocidade. Além disso, do lado de fora eles vão se beneficiar das chuvas ocasionais. Mas fique sempre de olho na aparência do cacto, que deve ser sempre verde. Se eles começarem a ficar marrons, significa que o sol está queimando e você deve dar um pouco de sombra.

E como eles são propícios para o clima seco, evite que eles fiquem expostos a correntes de ar. Ambiente de ar condicionado ou mesmo muito vendo pode fazer mal.

Durante o inverno, quando as temperaturas costumam ficar menores do que 15 graus aqui no Brasil, já dá pra voltar os cactos de vaso para dentro.

Como cuidar de um cacto - iluminação e sol
Foto: Miguel Á. Padriñán

2. Regue o cacto da maneira certa

Como suculentas, cactos podem, de fato, sobreviver algum tempo sem a rega. Porém, eles ainda precisam de alguma irrigação. Assim, o caule vai se manter alimentado.

A dica é verificar o solo a cada duas ou três semanas. Se os primeiros dois centímetros da terra estiver seca, significa que está na hora de regar. É nesse ponto que muita gente erra. Uns regam demais e fazem as raízes apodrecerem e outros simplesmente esquecem de dar de beber ao cacto. Em relação à rega, é melhor que o erro seja a falta de água, afinal, é mais fácil curar o cacto da desidratação do que do apodrecimento.

A média de tempo de necessidade de água do cacto é algo entre 10 e 14 dias. E o mais importante aqui é deixar a água dada secar totalmente para, então, você dar a próxima quantidade. Os cactos sem água ficam enrugados e magrinhos e a tendência é que eles engordem na próxima vez. Ou seja, vão ficar de novo com aquela aparência saudável e linda.

Durante o inverno, você vai notar que o seu cacto não cresce muito e isso é normal. O importante é que ele siga esses pequenos ciclos com a sua ajuda.

como regar um cacto
Foto: Gardening Know How.

3. O solo do cacto também precisa ser de qualidade

Engana-se quem pensa que o solo do cacto pode ser qualquer um. Se você quer saber como cuidar de um cacto, saiba que vai precisar de um bom fertilizante e de um solo bem drenado. Peça, então, na sua floricultura, os produtos que mais vão fazer o seu cacto ficar saudável.

Uma característica natural de um deserto é que o solo tem muita areia e pedra. E essa mistura precisa ser considerada na hora de envasar sua planta, por que é disso que o cacto gosta. Aliás, é isso, também, que ajuda a drenar a água que impede que a raiz apodreça.

Embora essa solução já seja de grande valia, você ainda precisa de um fertilizante adequado. Já existem, portanto, fertilizantes só para cactos. Mas você também pode comprar um que sirva para suculentas no geral.

A fertilização duas vezes por ano já é o suficiente. Faça isso no começo da primavera e, então, no começo do verão. Na hora de aplicar o fertilizante, regue o cacto antes e só depois disso aplique o produto. Do contrário, o fertilizante pode queimar a raiz do cacto.

como cuidar do solo de um cacto
Foto: Teona Swift – Pexels.

4. Manuseie o cacto com cuidado

Você se lembra das cenas dos desenhos animados em que o personagem cai no meio de cactos? Em cactos menores, que é o caso da maioria das pessoas, isso não é tão exagerado assim. Mas eles ainda podem machucar. Por isso, utilize luvas seguras na hora de pegar na plantinha.

Isso protege tanto você quanto o cacto. Se alguém pega sem proteção, corre o risco de, ao sentir um espinho, acabar deixando o cacto cair ou esmagá-lo.

Jardinagem - suculentas
Foto: Julia M Cameron – Pexels.

5. Cuidado com as pragas

Com todos essas formas de cuidar de um cacto, é bem difícil que o seu cacto sofra com as pragas. Mas se isso acontecer, você pode aplicar óleo de neem. O neem é um tipo de semente muito resistente à seca e que é utilizada na indústria farmacêutica. O óleo dela tem propriedades anti-inflamatórias e antifúngicas.

🌵 🌵 🌵

Gostou de aprender como cuidar de um cacto? Facinho, não é? Por aqui e lá nas nossas redes sociais sempre tem dicas pra você arrasar nos cuidados das suas plantas e flores. Então vem conhecer a gente lá no Facebook e no Instagram!

Até a próxima!

 

 

 

 

 

Como plantar temperinho verde na sua horta caseira

As plantas que você tem em casa podem ser muito mais do que só decorativas. Elas podem, também, fazer parte do que você coloca na sua mesa e serve para a família. Em tempos em que a saúde tem sido uma preocupação cada vez maior, existem muitos motivos para você trocar os temperos industrializados por coisas que venham direto da sua horta. Por isso, hoje vamos te dar as melhores dicas de como plantar temperinho verde em casa.

Temperinho, assim mesmo, no diminutivo, que é pra te lembrar que você não precisa ter grandes espaços para isso. Hoje em dia, até quem vive em apartamento já descobriu como cultivar coisas orgânicas sem ter um quintal. Sua comida certamente vai ganhar um sabor único e você pode virar a estrela da cozinha.

Segue com a gente para saber mais.

Que tipos de temperinhos verdes dá pra plantar em casa?

O mais legal de plantar temperinhos em casa é que você descobre que dá pra ter uma variedade enorme. Assim, você não precisa cozinhar tudo sempre com o mesmo sabor. Confira algumas espécies:

É muita coisa boa, não é? Então já prepare seus utensílios de plantio que até o final desse texto você vai saber tudo que precisa.

Temperos orgânicos = mais saúde na sua mesa

Só quem tem a própria horta e já descobriu como plantar temperinho verde e orgânico sabe que o sabor nem se compara com o do mercado. Ainda que eles também sejam naturais, a maioria deles vem de plantações que utilizam agrotóxicos ou outros produtos que, no processo, alteram o sabor das plantas.

Na sua horta, você tem o controle e não terá prejuízos reais se alguma das plantas não crescer como deve. Os benefícios para a saúde – além de não ter produtos químicos na conservação – variam de cada espécie. Veremos uma por uma a seguir.

Manjericão

O manjericão é considerada uma planta antissocial. Por isso, se você tiver outras plantas por perto, deixe o potinho do manjericão um pouco mais afastado para que elas não sejam invadidas pelas raízes. O ideal é fazer como que ele fique a pelo menos 30 centímetros de distância das outras.

Para manter ele sempre verdinho, suculento, cheiroso e com muito sabor, tem que regar todos os dias e manter ele por 4 horas no sol.

Além disso, não tenha tanta pressa. Se você começar a plantar o manjericão hoje, a sua primeira colheita será só daqui a 2 meses. E não adianta deixar as folhas lá simplesmente crescendo. Então, sempre tire as folhas que já estiverem maiores, e as utilize na cozinha enquanto as outras crescem.

Orégano tempero plantar em casa
Orégano. Foto: Tudo Natural.

Orégano

O orégano, esse ingrediente tão aromático que deixa tudo com cheiro de pizza, também pode ir direto da fonte até a sua panela. E ele é o único tempero amigo do manjericão, pois ajuda afastar as pragas. Então você pode deixar um perto do outro.

Mas o orégano precisa de vários cuidados pra crescer forte e saudável. A planta alcança até 50 centímetros de altura no seu auge.

como-cultivar-pimenta
Pimentas. Foto: Blog TudoGostoso.

Pimentas

Independente de qual pimenta você escolha plantar aí na sua horta, em geral, os cuidados são os mesmos.

A melhor época para plantar as pimentas é sempre no inverno. Quando chegar o verão, elas vão estar muito bem desenvolvidas. Em segundo lugar, é ideal deixar elas perto da janela ou no quintal, afinal, as pimentas precisam de ainda mais sol, podendo ficar até seis horas por dia.

Entretanto, elas não pedem tanta água como orégano e manjericão. Regue as suas pimentas apenas 3 vezes por semana. A primeira colheita acontece, em média, 90 dias depois do plantio.

E sempre é bom lembrar que cachorros e crianças podem acabar ficando curiosos demais com as belas pimentinhas. Portanto, para a segurança deles, deixe o potinho fora de alcance.

🌱 🌱

Está gostando de aprender como plantar temperinho verde em casa? Então continuae por aqui que temos mais dicas!

como plantar coentro temperinho verde
Coentro. Foto: Viva Decora.

Coentro

O coentro vai super bem em diversas receitas e vale muito a pena manter sua própria muda. Aqui vão as dicas para o plantio:

Já vai pensando aí o tanto de receita boa que você vai fazer com  seu coentro fresquinho, colhido na hora!

Hortelã - como plantar em vasos
Hortelã. Foto: Horta em Casa.

Hortelã

Não é comum plantar hortelã como um temperinho verde, e sim como erva para chás. Mas ela pode ser plantada junto de temperos, sem ônus para a espécie. O crescimento dela é mais simples e nem precisa do sol, basta estar num lugar bem iluminado.

Esta também é uma planta para ter atenção. Não deixe as folhas mortas lá por muito tempo, pois elas sufocam as folhas novas, que deixam de crescer como deveriam.

O momento certo de colher a hortelã é antes que ela comece a florescer. E na hora de escolher, prefira os galhos mais altos e que estiverem mais verdes.

Hummm, já podemos sentir o cheirinho das folhas daqui!

Como plantar temperinho em casa - Ssalsa-salsinha
Salsa. Foto: Cultura Mix.

Salsa

Gosta de salsa e quer plantar como um temperinho verde? Siga as dicas a seguir:

vasos-grandes-com-alecrim
Alecrim. Foto: Blog da Plantei.

Alecrim

Outro antissocial dessa turma é o alecrim. Mas não se preocupe com isso, é só deixar ele com um pouco mais de espaço. E falando em espaço, o vaso dele precisa ser maior do que o normal. Escolha um com pelo menos 20 centímetros de diâmetro e 30 centímetros de altura.

No quesito água, o alecrim é que nem gato. Por isso, a rega pode ser só duas vezes na semana. Se você fizer mais do que isso, o alecrim pode morrer.

Quanto à colheita, existe, de fato, uma boa diferença entre o plantio por semente ou por muda. Se foi por muda, em 10 dias você já tem seu próprio alecrim na cozinha. Se foi por semente, só dali a 90 dias.

Além disso, lembre-se de tirar só a ponta dos ramos do alecrim.

como plantar temperinho verde em vasos - cebolinha
Cebolinha. Foto: canal Cantinho de Casa.

Cebolinha

Um dos temperos mais marcantes da culinária é, sem dúvida, a cebolinha. E ela é tão democrática que se dá bem em diferentes climas e você nem precisa fazer muito pra que ela cresça.

O solo, claro, tem que ser de qualidade. Por isso, escolha um bom fertilizante. Em vez de sol direto, pode optar só por uma boa iluminação. E nem precisa de muito espaço, também.

Em 70 dias, já tem uma boa quantidade de cebolinha para os seus pratos mais especiais.

horta caseira como plantar temperinho verde - tomilho
Tomilho. Foto: Meu Lar, Minha Paz.

Tomilho

O maior segredo do plantio do tomilho está na drenagem da água. Por isso, você vai precisar de mais do que terra. Dentro do vaso, intercale camadas de terra, areia e seixos. Assim, ele não vai precisar ser regado tantas vezes, só quando seus dedos sentirem que o solo já ficou seco.

Assim que as folhas começarem a aparecer, você já pode começar a colhê-las. E, assim como o orégano, que é utilizado seco, tire os ramos e deixe eles secando por uns dias até que fique no ponto para as receitas.

Como plantar temperinho verde

Aprendeu como plantar temperinhos verdes e orgânicos? Agora, mãos à obra.

Como você viu até aqui, ter seus próprios temperos em casa é, de fato, bem simples. As principais ferramentas pra que elas cresçam e apareçam são utensílios como:

Aqui na Winterflor você pode encontrar kits como esse completos que já vêm, inclusive, com algumas sementes.

🌱 🌱

Gostou das nossas dicas? Lá nas nossas redes sociais tem mais! É só seguir a gente no Instagram e no Facebook.

Consulta: Minha Casa.

 

 

 

Flores incríveis: acerte no dia das mães e dos namorados

Durante o ano, existem várias datas comemorativas onde a pessoa que você quer agradar vai amar receber flores. Mas poucas são tão marcantes para este tipo de presente como o dia das mães e o dia dos namorados. E só quem já chegou com um buquê ou mesmo um vasinho sabe. As flores são incríveis para trazer cor, vida, frescor e uma nova perspectiva. Afinal, flores são um novo ser vivo chegando no local.

E como estamos próximos destas datas, que tal você já começar a pensar no presente? Nós vamos te dar várias dicas de espécies que funcionam muito bem para estas ocasiões. 💮

flores incríveis
Foto: Budgeron Bach – Pexels.

Flores incríveis, presentes inesquecíveis – a arte de presentear com flores

Antes das nossas dicas, vai aqui um pouco de história. Você sabe de onde vem esse hábito de dar flores de presente? Não podemos afirmar que isso tem origem num lugar específico. Mas o que nós sabemos é que esse hábito já existia no mundo antigo. Grandes impérios como Roma, Grécia e Egito já utilizavam as flores de tal forma que elas representavam um sentimento de carinho e amor.

A cultura, portanto, foi passando por outras eras. É até curioso notar que, durante a fase vitoriana, as flores podiam, inclusive, ser usadas para representar um sentimento negativo. Se alguém entregasse uma rosa de cabeça para baixo, por exemplo, aquilo representaria o ódio.

presentear com flores incríveis
Foto: RODNAE – Pexels.

Nos tempos atuais, nós herdamos muito desse modo de usar as flores. É por isso que você pode encontrar flores incríveis em casamentos, boas-vindas, e, como é o nosso assunto de hoje, como presentes. As espécies e até a forma como elas são entregues ganharam uma variedade enorme de significados. Por isso, além das nossas dicas, consulte um florista profissional na hora de comprar o seu arranjo.

Bouquet de flores
Foto: Anna Schvets – Pexels.

Sua mãe merece flores incríveis

Poucas pessoas na nossa vida são tão amadas por nós quanto a nossa mãe. E longe de querermos rotular as mulheres, mas muitas mães adoram flores. Você provavelmente sabe qual é a preferência dessa mulher – que também pode ser a sua esposa ou a sua avó. Mas que tal, então, sair um pouco do óbvio com espécies que misturem criatividade e significado. Confira as nossas dicas. 🌼

Presentes - Tulipas
Tulipas em várias cores. Foto: Alesia Kozik – Pexels.

Tulipas – a autêntica sensação da primavera

Nós já falamos delas em nosso primeiro post sobre o dia das mães, mas vale a pena sugerir de novo :). Você vai encontrar as tulipas em várias cores. Em especial, aquelas que, vira e mexe, a gente associa à feminilidade. Se você der, por exemplo, uma tulipa roxa, é como se você dissesse que a sua mãe é a rainha da sua vida. Afinal, o roxo é a cor da realeza. Já as tulipas vermelhas são dotadas do sentimento daquele amor intenso que só uma mãe sabe como é.

E, veja só, as tulipas podem, inclusive, funcionar se você precisa acertar um pedido de desculpas com a sua mãe. Para isso, opte pelas tulipas brancas.

Além disso, não existe só um tipo de tulipa. Quando você chegar na floricultura, pode encontrar as tulipas com franjas, tulipas papagaio, francesas, e mais. Apesar de o nosso dia das mães ser no outono, as tulipas vão levar a autêntica sensação da primavera para a casa da sua mãe.

Orquídeas - presente para o dia das mães
Orquídea. Foto: Winterflor.

Orquídeas – a escolha das pessoas ousadas

Ela também já apareceu por aqui! Afinal, é um presente que nunca decepciona! Sabe aquela mãe moderninha, que faz de tudo e tá sempre por dentro das novidades? Se esta é a sua mãe, ela talvez goste mais das orquídeas. A espécie tem sido, de fato, um hit entre as mulheres mais ousadas e isso tem um motivo. Quando olhamos para uma orquídea, o que vemos não é aquela forma padrão com o miolo no meio e as pétalas bem alinhadas. A orquídea é uma flor que surpreende a cada novo florescer.

E a orquídea tem, em contrapartida, duas grandes vantagens: a rica variedade de formas e cores e o fato de ela ser fácil de cuidar. Reserve um tempo para ir à floricultura ou navegar na internet por esse universo fascinante das orquídeas. Elas são ou não são flores incríveis?

Bouquet de cravos
Cravos. Foto: WallHere.

Cravos – as verdadeiras flores do dia das mães

Em 1907, uma mulher chamada Anna Jarvis enviou 500 cravos brancos para todas as mulheres de sua comunidade, com o intuito de lembrar o aniversário de morte de sua mãe. A espécie era a favorita da progenitora. A história, que aconteceu em West Virginia, nos Estados Unidos, deu origem ao que é, hoje, o dia das mães.

E, como muitos de nós já experimentamos na vida, o amor de mãe é eterno – ou pelo menos a gente queria que fosse, de fato, não é? E o cravo é uma das flores mais duradouras que existe. Quando você presentear a sua mãe com um arranjo de cravos, vai demonstrar o quanto você gostaria que ela durasse para sempre.

Peônias - flores incríveis
Peônias. Foto: WallHere.

Peônias – para a mãe que realmente ADORA ter flores em casa

Se a sua mãe realmente acha que flores são incríveis e que elas devem enfeitar todos os cantos da casa, então invista nas peônias. Elas crescem bastante e ficam naquela forma bem vistosa. Se os seus pais permanecem juntos até hoje, as peônias também podem representar a admiração que você tem pela união dos dois. Afinal, ela é muito associada a casamentos felizes.

flores incríveis dia dos namorados
Foto: Freepik.

No dia dos namorados, as flores são incríveis por natureza

Assim que passa o dia das mães, o dia dos namorados começa a bater na porta! E diferente do assunto anterior, aqui estamos falando de mulheres, mas também de homens, claro. Talvez você esteja pensando em pedir aquela pessoa especial em namoro. Ou, quem sabe, seu relacionamento já dura anos – o que é ainda mais um motivo para celebração. Ou será que você vai aproveitar a data para tentar consertar as coisas que não vão muito bem?

Seja qual for o seu caso, certamente ele combina com flores! 💐

buque de rosas - dia dos namorados
Rosas. Foto: Winterflor.

Rosas – o clássico da estação

O ano é 2021 e ainda estamos falando de rosas como presentes do dia dos namorados? Claro! A flor é um clássico da data. Elas combinam, principalmente, com pessoas que gostam de manter tradições. Se você já deu lindas rosas vermelhas várias vezes, talvez precise dar uma variada na próxima vez.

A mistura das rosas vermelhas com as que são cor-de rosa formam, portanto, uma mistura poética, mas sem perder o romantismo.

Girassóis amarelos e vermelhos - flores incríveis para o dia dos namorados
Girassóis amarelos e vermelhos. Fotos: Winterflor/Pinterest.

Girassóis – uma aposta que pode surpreender

Girassóis num buquê de amor? Apesar de parecer inusitado, dificilmente alguma espécie surpreenderia mais. Essa presença expansiva e amarelona dos girassóis podem representar um novo momento na relação – assim como o nascer do grande astro.

Você gostou da ideia de usar o girassol, mas está em dúvida se a mensagem vai realmente ser entendida? Temos uma boa saída! Use os girassóis vermelhos. Assim, você mantém o espírito romântico da situação e ainda se destaca no presente. Girassóis vermelhos são flores incríveis, diferentes e que vão surpreender quem você ama!

flores incríveis como a margarida
Foto: Winterflor.

Margaridas – para os românticos mais otimistas

Você já deve ter visto em algum filme ou desenho animado um personagem fazendo a brincadeira do bem-me-quer/mal-me-quer com uma margarida. E, em geral, isso é sempre feito por aqueles personagens mais inocentes e puros. Essa brincadeira fez com que a margarida ganhasse, então, um significado de simplicidade e pureza. É só reparar em como as flores desenhadas por crianças normalmente são parecidas com essa espécie.

Por isso, se o seu par romântico é alguém alegre, doce e que vive sorrindo por aí mesmo naqueles dias ruins, as margaridas são flores que vão cair como uma luva.

Ranúnculus - flores para presentear
Ranúnculos. Foto: Petit Fleur.

Ranúnculos – para quem quer chamar atenção

Se você quer chamar a atenção do seu parceiro ou parceira, escolha, então, um buquê de ranúculos. Essa não é, exatamente, uma flor muito popular. Mas a sensação que ela passa é de algo grandioso, chique e caro. E, por causa disso, pode funcionar perfeitamente se a sua intenção é criar um clima luxuoso e sofisticado.

Além disso, os ranúnculos lembram um pouco a rosa, que são um clássico, porém, com algo a mais. As pétalas dos ranúnculos formam um desenho mais intricado e volumoso.

BOX ROSAS presentes e flores incríveis
Foto: Winterflor.

Flores incríveis + presentes

Se você quiser incrementar o presente, aqui na Winterflor, você também encontra pacotes completos para datas especiais. Itens como bebidas, chocolate, cestas e caixas decorativas podem ser compradas já como parte dessas flores incríveis. O tempo que você economiza comprando tudo no mesmo lugar, você pode, de fato, dar a mais para a pessoa amada.

🌷🌷🌷

E aí? Gostou das nossas dicas? Agora você não tem mais desculpas para dizer que não sabe qual flor escolher para essa pessoa tão querida que não sai da sua cabeça. E sabe onde mais você pode ter mais dicas assim? Lá no nosso Instagram e também na nossa página do Facebook. Nos vemos por lá!

 

Consulta: Essex Florist

 

WhatsApp
Precisa de Ajuda?