Decoração - Winterflor Floricultura

Flores secas na decoração: ideias e como fazer

As flores secas estão com tudo! Elas já foram vistas como antiquadas, e alguns diriam até como algo cafona, fora de moda. Mas isso é coisa do passado. Na verdade, além de estarem super em alta na decoração, secar flores também pode representar a possibilidade de preservar a beleza do seu jardim para ser apreciada mais tarde, quando nada estiver florescendo.

Se você usar a técnica certa, poderá secar quase todo tipo de flor. Isso é, de fato, muito interessante. E, é claro: se você trabalhar nessa ideia com bom gosto, o resultado certamente será sofisticado e surpreendente.

Quer saber mais sobre o tema? Então continue a leitura!

Ideias para usar as flores secas

Existem muitas maneiras de usar flores e até mesmo galhos e folhas secas. Você pode elaborar arranjos, tiaras de flores e até mesmo misturá-las com flores frescas para criar um conceito único. Além disso, é possível pensar em formas super criativas de usar essa ideia, como por exemplo:

Interessante, não é mesmo? Ficou curioso para saber como secar as flores? Mas calma aí! Antes, que tal a gente conhecer as flores que mais são usadas com esse fim? É só continuar lendo, vamos falar delas no tópico a seguir.

Quais flores podem ser secas

A verdade é que a maioria das flores pode resistir bem a esse processo. Mas é claro que algumas vão ficar com um aspecto melhor e também serão mais resistentes. Afinal, quem nunca guardou uma rosa por dias e então percebeu que elas murcham e perdem as pétalas, não é mesmo?

Certamente, existe uma forma de secar rosas de forma que elas fiquem melhor conservadas. No entanto, isso não é trabalho para amadores. Melhor focarmos naquelas que conseguimos fazer sem precisar de conhecimentos muito complexos. Então, vamos lá!

Flor-de-palha

flores secas
Foto: floretflowers.

As flores-de-palha são uma opção tradicional. Elas possuem cores e variedades deslumbrantes que as fazem incríveis. Conhecidas pelo nome “Sempre-Viva” em algumas regiões, não carregam esse nome atoa. Elas são super resistentes. Podem durar períodos muito prolongados se passarem por um processo de secagem bem feito. Além disso, elas ficam lindíssimas quando misturadas com flores frescas.

Statice

Foto: floretflowers.

É uma das melhores flores para secar e também é maravilhosa quando usada fresca. Fácil de cultivar e excelente para iniciantes, as flores desta planta versátil florescem durante todo o verão. É importante citar que só se deve colher essa espécie quando todas as flores do caule tiverem aparecido. Isso porque, se colhidos muito cedo, os caules murcharão. As flores frescas têm uma vida útil de vaso de 7 a 10 dias. E como é de se esperar, quando secas, duram muito, muito tempo mesmo!

Celosia

flores secas
Foto: floretflowers.

A beleza dessas flores é de fato impressionante! Não tem como negar que, se fosse possível conservar ela para a vida toda, nós faríamos isso! É claro que somos suspeitos para falar, afinal, amamos as plantas como ninguém. Mas essa espécie impressiona até os olhos mais exigentes. 

Flor-de-Amaranto

Foto: floretflowers.

São flores adoráveis ​​em forma de botão que ficam ótimas em buquês. Esta queridinha do final do verão se desenvolve com o calor e trabalha duro tanto no jardim quanto no vaso. As flores recém-colhidas podem durar até 2 semanas no vaso, e o mais legal é que as flores secas têm quase a mesma aparência que as frescas.

Como secar flores

Foto: floretflowers.

Finalmente, a parte em que vamos falar da técnica em si. Veja, existem várias formas de secar uma flor. Mas é claro que algumas vão ser mais fáceis se comparadas às outras. Vamos deixar de lado aquelas opções mais complexas e que exigem adquirir produtos desidratantes como a sílica, por exemplo, e focar no que pode ser feito sem muito segredo! Confira:

  1. Escolha um local interno que seja seco e escuro, mas que haja circulação de ar;
  2. Fixe cordas ou barbantes no alto, formando uma espécie de varal;
  3. Prepare as flores retirando os excessos de folhas, mantendo apenas aquilo que você deseja que seja conservado;
  4. Pendure no varal as flores com as pétalas viradas para baixo;
  5. Deixe-as penduradas sem mexer por cerca de três semanas;

Interessante e simples, não é mesmo? Uma dica interessante é finalizar as flores com um spray fixador de cabelo. Isso vai reforçar e muito a resistência delas, entregando mais durabilidade e conservação.

Vale lembrar que é super importante que o local não seja muito iluminado. Não significa que não possa receber luz alguma por três semanas, no entanto, se as flores receberem muita luz do dia, ainda que indiretamente, nesse processo, elas provavelmente vão desbotar bastante e não irão ficar com a aparência esperada.

E aí, o que você achou da ideia de ter suas flores que nasceram na primavera durante o ano todo? Nós adoramos essa possibilidade. Ficou afim de colocar isso em prática? Então confira agora mesmo algumas espécies disponíveis na nossa loja que são ótimas para secar com essa técnica:

E é claro: não esquece de seguir a gente lá no Instagram e no Facebook para não perder muitos outros conteúdos sobre o mundo das flores, plantas e decoração.

Muito obrigada pela leitura e até a próxima!

Flores azuis naturais – elas existem! Conheça 6 espécies

Flores azuis naturais são raridades na natureza e a cor causa um verdadeiro fascínio! Elas são tão incomuns que a maioria das que encontramos por aí são na verdade flores brancas que obtêm a cor azul de um corante usado por criadores de plantas ou modificadas por variações genéticas. No entanto, apesar de serem menos de um décimo das 280 mil espécies de plantas com flores existentes, as flores azuis naturais existem sim e são um charme!

Elas são tão raras porque a cor não surge facilmente, já que o verdadeiro pigmento azul não existe nas plantas. O que acontece é a combinação de outros pigmentos e minerais vegetais com comprimentos de onda de luz. Em outras palavras, é essa combinação que gera as cores que as pessoas veem. Entre todos os roxos, violetas e vermelhos, algumas flores naturalmente azuis aparecem para nos surpreender.

Foto: Irina Iriser/Pexels.

Significado das flores azuis

Por serem tão incomuns, é difícil ver alguém que não fique encantado pela beleza do azul em uma flor. Da mesma forma, existe uma associação ao místico, representando a conquista de algo impossível, inatingível, infinito e inalcançável.

Além disso, elas são um símbolo da poesia romântica graças ao poeta alemão Novalis, que escreveu um livro chamado “A flor azul”. No livro, ele retratou um jovem poeta medieval que estava à procura de uma misteriosa flor azul. Bonito né?

As flores azuis naturais também se relacionam com alguns significados, como:

Além de tudo isso, a cor pode ter um efeito calmante e relaxante, além de ser símbolo de admiração, gratidão, respeito e amor.

Porém, elas também podem ser associadas a momentos de luto, assim como as flores brancas que representam, normalmente, rituais de passagem.

Flores azuis naturais – conheça as espécies mais populares

Apesar de muitas das flores azuis que vemos nas floriculturas serem criadas artificialmente (não confunda com flores artificiais!), as naturais existem. Inclusive, temos espécies facilmente encontradas no Brasil. Conheça algumas das flores que têm a coloração azul naturalmente:

Hortênsia

Ela é uma flor azul natural, que não precisa de mudanças genéticas ou uso de corantes. A boa notícia é que você pode encontrá-la no Brasil, elas são bastante comuns na Serra Gaúcha (Rio Grande do Sul). As hortênsias são associadas à honra, sinceridade de sentimentos, resistência e dignidade.

Flores azuis naturais - hortênsias
Foto: Aprender a plantar.

Lírio azul

É justo que uma flor de tamanha beleza seja tão rara de ser encontrada. O lírio é uma planta de origem asiática, europeia e da América do Norte, mas também existem algumas espécies que podem ser encontradas na China e no Japão. Os lírios azuis simbolizam a beleza e segurança.

Flores azuis naturais - lírio azul
Foto: G de Fon.

Campânulas

São muito comuns em regiões com verões quentes e invernos frios. Então, elas são encontradas na região do Mediterrâneo e nas áreas montanhosas. No geral, se desenvolvem somente nestas localidades e são flores que se destacam pela sua delicadeza e beleza natural.

Flores azuis naturais - campânulas
Foto: 1Zoom

Papoula Azul do Himalaia

Esta flor azul natural cresce nas zonas montanhosas, sombrias e úmidas do Tibete, Mianmar e China ocidental. É conhecida por ser, de fato, difícil de cultivar e precisa de invernos frios e secos, com uma camada de neve, para se desenvolver. Portanto, o seu cultivo é difícil de imaginar em nosso país de clima tropical.

Papoula azul do Himalaia
Foto: Pixabay

Muscari

Também conhecido por “Jacinto de uva”, pelo seu formato semelhante a cachos de uvas, com flores de cor azul profundo. É uma planta bastante resistente e, sem dúvida, fácil de cultivar. Jacintos de uva se adaptam a todos os solos férteis, incluindo os alcalinos, desde que a drenagem seja boa. A planta é originária da Europa, mas também se encontra na Ásia Menor e na região do Mediterrâneo.

Muscari
Foto: Pixabay

Abelha azul ou Delfínio

O tom de azul da Abelha azul é considerado um dos mais bonitos! Mas, em contrapartida, é uma das plantas mais difíceis de se cultivar, pois requer condições muito específicas. Em resumo, elas necessitam de verões frios e úmidos e invernos frios. No Brasil, conseguem crescer na região de Campos do Jordão (São Paulo) e outros locais com elevação a 1200 metros acima do nível do mar. O solo precisa ser rico, poroso e não ácido.

Abelha Azul ou delfínio
Foto: Planta Sonya.

Ocasiões para presentar com flores azuis naturais

Das ocasiões mais simples, como um jantar na casa de amigos, às mais complexas, como bodas de casamento, dar flores de presente é uma ótima pedida. Ainda mais se forem flores azuis naturais, já que elas simbolizam tantos sentimentos especiais. Por isso, elas também dão a sensação de exclusividade, por serem raras.

Então, selecionamos algumas situações em que você pode presentear alguém querido com flores azuis. Se quiser incrementar, pode oferecê-las com outros artigos em lindas embalagens, como cestas de café da manhã, pelúcias, livros e etc.

Clique aqui para falar com um dos nossos floristas sobre como montar um presente perfeito com flores azuis e mais algumas coisinhas.

Jantar na casa de amigos

Na ocasião de um almoço ou jantar, presentear com flores demonstra gentileza e simpatia para com os anfitriões. Por representarem gratidão, as flores azuis funcionam muito bem!

Bodas de casamento

Está completando mais um ano ao lado o seu amado e não sabe com o que presenteá-lo? Aposte nas flores azuis! Elas são perfeitas, pois estão ligadas ao amor infinito. Lindo né?

Fazer as pazes

Quem nunca errou e precisou se desculpar, não é mesmo? Você pode apostar nas flores azuis, já que elas representam harmonia e admiração. Fazer um cartão com o pedido de desculpas escrito à mão também é uma boa ideia. Assim, vai ser difícil resistir!

Gratidão, apreço, admiração

Por representarem todos esses sentimentos, as flores azuis são presentes ideais em situações em que a intenção é demonstrar afeto e estima. Por isso, quando estiver em dúvida, esse é um presente que certamente vai agradar!

Homenagens em funerais

As flores estão presentes em momentos difíceis e as azuis também podem ter ligação com o luto. Em contrapartida, levá-las ao funeral demonstra gentileza, respeito e empatia com quem perdeu um ente querido.

Novembro Azul

Por estarmos no mês de novembro, conhecido mundialmente por protagonizar a campanha “Novembro Azul”, que visa conscientizar homens a respeito de doenças masculinas, que tal presentear seu namorado, pai, marido, filho ou algum outro homem da sua vida com uma flor azul? Você também pode aproveitar a ocasião para incentivá-lo a cuidar de sua saúde. Não fique preocupada, pois já descobrimos que eles podem adorar receber flores!

Aqui embaixo você também pode ver outras opções igualmente charmosas 🙂

Inclua flores azuis naturais na decoração

Já que estamos falando em presentes, que tal um presentinho para o seu lar? Que as flores são ótimas aliadas para a decoração de diversos espaços isso muita gente sabe. Mas, você sabe quais são as melhores formas de utilizá-las nos diferentes espaços?

Uma decoração com flores consegue transformar qualquer ambiente, dando vida e ajudando na sensação de aconchego no espaço. Em outras palavras, as flores também deixam o visual do espaço muito mais bonito e podem ser o toque final que estava faltando no cômodo.

Na sala de estar, você pode incluir as rosas azuis, pois trazem a sensação de conforto e cortesia, e são ótimas para serem dispostas em ambientes onde você pretende receber convidados.

Flores azuis naturais
Foto: Reprodução

Você também pode decorar o quarto com a orquídea azul, já que essa flor não lida bem com temperaturas elevadas e nem com exposição extrema ao sol. O comum é colocá-las em vasos que podem ser posicionados na mesinha de canto ou na escrivaninha.

Da mesma forma, flores azuis também são ótimas para decorar ambientes como o escritório, onde é necessária uma atmosfera de concentração, pois trazem um ar pacífico que estimula a facilidade em se concentrar.

🌸 🌸 🌸

Aqui na Winterflor temos algumas opções de flores azuis para você presentear alguém especial ou decorar a sua casa. É só clicar nos produtos que recomendamos aqui e encomendar já.

Gostou do nosso texto sobre as flores azuis e algumas de suas espécies? Então acompanhe a Winterflor nas redes sociais Instagram e Facebook para ficar por dentro do mundo das plantas!

Por fim, obrigada pela leitura e até a próxima! 🌺

Jardinagem em casa: conheça 11 benefícios para a saúde

Praticar jardinagem em casa é uma tarefa certamente prazerosa. Por isso, é o hobby preferido de muita gente. Mas cada pessoa tem seus motivos para embarcar no universo das flores e nenhum jardim é igual ao outro. Foi por isso que, pensando em quem quer levar para casa um pouco da natureza aliada à saúde, preparamos para hoje um artigo especial.

Em tempos onde passamos muito tempo interagindo com máquinas, a saúde em geral tem perdas significativas pela falta de contato com a natureza. Ou por não termos tempo e interesse, ou por estarmos mesmo privados vivendo em ambientes pouco estimulantes e naturais.

Por isso, nós vamos te contar quais são os 11 principais benefícios para a saúde que podem vir do exercício da jardinagem. Não é sobre substituir os tratamentos médicos, eles ainda são muito importantes, independente do que você tenha. A prática de cultivar um jardim te ajuda a prevenir muitos problemas e a se reconectar com quem você é.

Tá curioso para saber quais são esses benefícios? Então acompanhe com a gente na leitura!

saúde plantas jardinagem

1 – Praticar jardinagem em casa reduz o risco de derrame

Uma pesquisa publicada pela American Heart Association, que estuda problemas cardiovasculares, trouxe uma perspectiva muito interessante. Eles listaram a jardinagem como uma das atividades que pode reduzir o risco de alguém ter derrame. O que surpreende é que a jardinagem ganhou destaque ao lado de atividades mais esportivas como natação, corrida, entre outras.

2 – Cuidar do jardim ajuda a queimar calorias

A intensidade da jardinagem como exercício é considerada entre moderada e alta. Segundo dados dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos, uma pessoa chega a queimar 330 calorias durante 1 hora de jardinagem. E, para isso, nem precisa ser um serviço pesado. Basta, então, 1 hora de jardinagem leve ou mesmo trabalho no quintal. Isto é mais do que levantar pesos pelo mesmo período de tempo, acredita? Pois é!

Se você quiser colocar a jardinagem na sua rotina semanal, o recomendado é de 30 a 45 minutos no dia, fazendo de 3 a 5 vezes na semana. Aproveite a boa oferta de ferramentas de jardim e espécies de plantas disponíveis para dar um trato no seu quintal e transformá-lo no espaço dos sonhos. Tudo isso enquanto cuida da sua saúde!

E na hora de comprar flores e plantas, que tal dar uma olhadinha nos produtos e ideias da nossa loja? Além do site, você ainda pode falar com a gente pelo WhatsApp e e-mail que estão no final da página!

jardinagem casa

3 – Auxilia na prevenção de doenças fatais

Se jardinagem pode ter utilidade para manter ou diminuir o peso, consequentemente ela pode reduzir o risco de doenças fatais, como as cardíacas. Do ponto de vista da jardinagem como atividade física, os benefícios são principalmente prevenir e controlar a hipertensão. Institutos internacionais como o The National Heart e o Blood Institute já listaram a jardinagem como auxiliar no combate a esta doença.

kit-temperos-terra-pa-e-fertilizante-2

Falando em saúde, que tal plantar seus próprios temperos? Compre o kit no site ou clique aqui e peça pelo WhatsApp.

4 – Ajuda a impedir a osteoporose

A osteoporose é uma doença dos ossos que pode ser muito limitante, principalmente na terceira idade. A jardinagem em casa, mesmo sendo uma atividade mais tranquila, tem movimentos suficientes para manter o corpo ativo.

Enquanto cuida do jardim, na verdade nosso corpo está cavando, plantando, agachando para remover pedras e ervas daninhas. Tudo isto exige força e alongamento, fazendo com que ossos e músculos continuem saudáveis.

Além disso, esse tempo ao ar livre ajuda o corpo a absorver mais vitamina D, que é essencial para os ossos e vem, principalmente, do sol.

Espécie: Syngonium Butterfly. Gostou? Peça pelo site ou pelo WhatsApp.

5 – Jardinagem em casa pode ser o fim do estresse

Cada um faz uma coisa para desestressar. Mas se você ainda não descobriu o que te deixa leve, que tal experimentar a jardinagem? Ela pode ser tão ou mais eficaz que outras formas de lazer.

Um estudo da Holanda exibido no canal de CNN fez o seguinte experimento: colocou dois grupos de alunos para fazer atividades estressantes. Em seguida, para relaxar, o primeiro grupo foi fazer 30 minutos de leitura dentro de casa. Enquanto isso, o segundo grupo foi fazer jardinagem.

O grupo do jardim relatou estar com humor melhor do que o grupo da leitura, assim como níveis mais baixos de cortisol, que é o hormônio do estresse.

Veja só como pode ser uma ótima ideia criar e cuidar de um jardim? Porém, se você é do time da leitura, pode aproveitar para decorar seu espaço de relaxamento com algumas flores, também!

6 – Cercar-se de flores faz muito bem para o bom humor

E falando de dispor flores no ambiente, saiba que isso ajuda bastante na saúde geral. Existem diversas pesquisas sobre o benefício de viver próximo das plantas, mas nós podemos citar a da Universidade Rutgers. A partir de testes, eles demostraram que as flores são moderadoras naturais do humor, impactando diretamente na felicidade.

A relação entre as flores e a felicidade é tão relevante que nós já falamos só sobre isso em uma artigo aqui do blog. Vale a pena conferir!

mulher jardim frutas

7 – Um jardim em casa pode ter efeitos psicológicos positivos

Um bom jardim também tem efeitos em quem nós somos. Viver esse espaço pode nos ajudar a nos reconectar com quem a gente é de fato. E, principalmente, é sobre o que estamos fazendo em relação ao planeta, que vem sendo tão castigado. Quando estamos em um jardim, temos oportunidade de focar na beleza e na pureza das coisas. Além disso, é possível experimentar mais admiração, mais gratidão e abundância.

8 – Estado de consciência

Quando um atleta pratica seu esporte e coloca todo seu corpo e mente naquela atividade, ele experimenta um estado alterado de consciência. Esta “zona” do pensamento humano é semelhante ao que muitos chamam de transcender espiritualmente. E é geralmente neste momento em que cada pessoa pode sentir que está fazendo o seu melhor.

Um jardim também é capaz de levar a esse estado mental. Principalmente se você for alguém que leva as plantas muito a sério e a jardinagem dá mais sentido à sua vida.

benefícios saúde jardim

9 – Jardinagem em casa pode ser uma questão de sobrevivência

Um jardim é um espaço propício para tudo que é cultivável na terra. Talvez o seu jardim seja apenas decorativo, mas muita gente já aproveita para plantar espécies com outras utilidades. Flores comestíveis, vegetais, temperos, ervas para chás e até frutas e legumes. E tudo isso plantado por você, sem possíveis toxinas utilizadas no agronegócio. Esta é uma forma totalmente sustentável de viver.

10 – Cavar melhora a imunidade

Então quer dizer que mexer na terra pode melhorar a saúde? Sim! E olha só que dado interessante.

Provavelmente você deve ter ouvido que é para deixar a criança pequena brincar na terra para aumentar os anticorpos, certo? Por um tempo, isso era apenas um conhecimento popular, até que um cientista provou que a teoria está certa.

Christopher Lowry, Ph.D. e professor da Universidade do Colorado, experimentou injetar uma bactéria inofensiva encontrada no solo em ratos. Então ele descobriu que isso aumenta a liberação e o metabolismo da serotonina nas partes do cérebro que fazem o controle da função cognitiva e do humor. Esse efeito é algo muito parecido com o que fazem, por exemplo, alguns antidepressivos.

Por isso, na sua jardinagem em casa ou em qualquer outro local, não tenha medo do contato com a terra.

peperomia-melancia-1 (1)

Olha que linda a Peperômia Melancia! Para ter no seu jardim, é só pedir no site ou pelo WhatsApp.

11 – Um jardim aumenta a empatia

O contato com um jardim pode, de fato, aumentar o nosso desejo de olhar para a situação do outro. O fato é que um jardim é uma coisa viva e, muitas vezes, incontrolável. Ao sentar em um jardim podemos começar a ver quanta vida existe além da nossa. Vemos plantas, insetos, pássaros… Isso reflete direto em como enxergamos uns aos outros. Passamos a ter mais empatia e proximidade.

🌼 🌵 🍁

Viu só como a jardinagem vai muito além de gostar de flores? São tantos benefícios que a conversa é inesgotável. Por isso, você está convidado a se juntar a nós nas nossas redes sociais para ficar por dentro de muito mais dicas! Estamos no Instagram e no Facebook, formando uma comunidade enorme de apaixonados por flores e plantas.

Até a próxima!

***

Este artigo foi livremente inspirado pelo texto original 13 reasons why gardening is good for your health, do blog Gardening Gone Wild.

Jardim vertical auto irrigável: tipos e como fazer

Foto: Estadão.

A falta de tempo não é mais desculpa para não cultivar plantas dentro e fora de casa! Com um jardim vertical auto irrigável, você poderá até mesmo viajar sem precisar se preocupar com a rega das plantas. Incrível, não é mesmo?

Existem diversas formas de colocar essa ideia em prática, e elas vão das mais simples, como fazer vasos auto irrigáveis com garrafa pet e barbante, até as mais complexas, que contam com sistemas automáticos completos que liberam a água nos vasos conforme são programados.

Ficou curioso? Então, continue a leitura para conferir os benefícios e tipos de jardim vertical auto irrigável. Você certamente irá sair daqui com muitas inspirações e ideias para montar o seu!

Benefícios do jardim vertical auto irrigável

Os jardins verticais são modernos, belíssimos e se encaixam em qualquer ambiente. Não importa se o intuito é decorar dentro ou fora de casa, nem mesmo se o espaço é grande ou pequeno, é sempre possível adaptar essa ideia de formas criativas. E se engana quem pensa que um jardim vertical auto irrigável é apenas sobre decoração: as plantas colaboram com a nossa saúde física, mental e com o bem-estar de quem as tem por perto.

Nesse sentido, possuir um sistema de auto irrigação eficiente torna esses benefícios mais alcançáveis para quem tem pouco tempo para cuidar das plantas. Saiba mais:

Como as plantas colaboram com saúde física

Foto: Namu.

A qualidade do ar melhora significativamente quando temos plantas nos ambientes, e isso é ótimo para nossa saúde em geral, principalmente a respiratória. 1

Ter um jardim auto irrigável é ainda mais benéfico pois isso irá garantir que o ar tenha mais umidade, e é claro que isso é maravilhoso, principalmente quando o ar está mais seco.

Além de colaborar com o controle de alergias como a rinite (mas lembre-se de optar por plantas que não soltam pólen nesses casos), existem ainda infinitas possibilidades: você pode cultivar plantas que exalam um cheiro agradável e relaxante no ambiente, plantas medicinais como chás calmantes ou energéticos ou ainda plantas que servem como alimento.

Como as plantas colaboram com a saúde mental e o bem-estar

Cultivar plantas tem se mostrado uma atividade que de fato auxilia pessoas com ansiedade e depressão a lidarem com seus sintomas. 2

A prática é recomendada por diversos terapeutas e médicos como aliada no tratamento desses pacientes. Mas é claro: isso não substitui de forma alguma o tratamento especializado com profissionais de saúde como psicólogos e psiquiatras.

E quando falamos em bem-estar, os resultados são incontestáveis. O contato com a natureza é incrivelmente benéfico e relaxante3

Então fica a dica: trazer um pedacinho de natureza para o seu ambiente é uma ótima idéia. 🌿

Jardim vertical auto irrigável: opções para todos os gostos

jardim vertical auto irrigável

Chegou a hora de escolher o local onde ficará o seu jardim vertical e você não tem certeza se seu local favorito é adequado? Não se preocupe, nós vamos te ajudar:

Escolhendo o tipo de jardim vertical auto irrigável

Definido o local, é hora de escolher o tipo de jardim vertical auto irrigável que irá comportar as suas plantas. Então, vamos conhecer as principais opções? Confira:

1- Jardim vertical auto irrigável automático

jardim vertical auto irrigável
Foto: EZTEC.

Essa opção é moderna, prática e especialmente interessante para quem passa longos períodos fora de casa, tem pouco tempo livre ou simplesmente não quer ter que se preocupar com a rega.

Confira alguns detalhes:

2- Jardim vertical auto irrigável manual

Essa é uma opção econômica e perfeita para quem tem algum tempo livre para executar o projeto e fazer a manutenção semanal dos vasos. Nesse tipo de projeto, usamos vasos que tem uma reserva de água (que deve ser preenchida manualmente sempre que secar) e um condutor de tecido que absorve e leva umidade para as raízes das plantas.

Você pode adquirir a estrutura e os vasos auto irrigáveis prontos, ou fazer você mesmo. Para fazer do seu jeito, você precisará do material para fazer a estrutura conforme desejar, garrafas pet e barbantes ou tecidos de algodão. Interessante, não é mesmo?

Veja como fazer:

jardim vertical auto irrigável

Não é fã de DIY ou quer algo mais elegante?

Bom, se você não tem muito tempo para montar seus próprios vasinhos auto irrigáveis ou se deseja fazer algo mais requintado do ponto de vista da decoração, também pode adquirir vasos auto irrigáveis prontos feitos de diferente materiais, desde os feitos de plástico e acrílico até aqueles de barro ou cimento! Que tal nos fazer uma visita?

Ah! E por falar em vasos, aproveite para ver nosso artigo sobre vasos de cimento. Clique aqui

**

E aí, gostou do nosso texto sobre os jardins verticais auto irrigáveis? Então, acompanhe a nossa floricultura no Instagram e também no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do mundo das plantas e da decoração.

Obrigada pela leitura e até logo! 🍃💧


Referências e datas de acesso:

1- Exame – Acesso em 29/07/2021.

2- Veja Saúde – Acesso em 29/07/2021.

3- Casa e Jardim –  Acesso em 29/07/2021.

Plantas exóticas de interior: conheça 5 espécies

Procurando plantas exóticas para a decoração do interior da sua casa ou escritório? Então fiquei com a gente até o final desse artigo, pois nós iremos mostrar:

Ficou curioso para descobrir todas essas informações? Então vem com a gente!

O que são plantas exóticas

É comum que as pessoas chamem de “plantas exóticas” aquelas espécies que se destacam por algum motivo: são muito raras ou diferentes, ou ainda tem alguma característica muito específica e única. Mas a verdade é que não é exatamente isso que define se uma planta é ou não exótica.

As plantas exóticas, na verdade, são espécies que foram deslocadas para fora de seu habitat natural pelo ser humano. Um exemplo de planta exótica que muitos podem pensar que seria um “planta comum”, é a samambaia americana.

Então qualquer planta estrangeira é exótica?

Não. Para ser uma planta exótica, ela precisa estar geograficamente distante de suas origens. Se uma planta nasce em uma fronteira sem interferência humana, por exemplo, ela não é exótica.

E por que chamam algumas delas de plantas exóticas invasoras?

Talvez você já tenha ouvido o termo “plantas exóticas invasoras” e imaginado que seriam plantas que invadiram determinada região sem a interferência do ser humano, mas isso não é verdade. Toda planta exótica necessariamente chegou a determinada região através do homem, seja propositalmente ou por acidente, como por sementes presas às roupas ou no interior das bagagens de viajantes, por exemplo.

Então toda planta exótica é uma planta exótica invasora?

Não. Algumas plantas exóticas se reproduzem de forma controlada pelo homem e sobrevivem sem interferir nas espécies nativas do local onde foram inseridas. Plantas exóticas invasoras são aquelas que se estabelecem na região e passam a se reproduzir e expandir consideravelmente, ameaçando as espécies nativas daquela região.

Infelizmente, algumas plantas exóticas invasoras podem diminuir consideravelmente outras espécies e até mesmo levá-las à extinção. 1

Plantas exóticas trazem algum benefício?

planta asa de morcego
Foto: Winterflor.

Já conseguimos entender que plantas exóticas podem ser prejudiciais para as espécies nativas em alguns casos. Mas será que elas sempre são uma ameaça?

A verdade é que nem toda planta exótica que se estabelece e se expande representa um risco às outras espécies. Então elas podem sim se estabelecer sem serem consideradas invasoras. É o caso de plantas exóticas que nos beneficiam ao servir de alimento, como a batata e o tomate, por exemplo.

Outro ponto é que algumas plantas exóticas servem para equilibrar o nosso ecossistema, sendo usadas para o reflorestamento. É o caso do eucalipto, que é originário da Austrália. Ele ajuda na preservação da Mata Atlântica e do Cerrado brasileiro, por exemplo. 2

 

E como as plantas exóticas de interior podem ajudar?

Se você está pensando em comprar uma planta exótica de interior e ficou com dúvidas sobre isso ser bom ou ruim para o local, saiba que não há motivos para preocupação. A maioria das plantas exóticas que são encontradas à venda são seguras. Mas é sempre bom pesquisar sobre a espécie antes, principalmente, para quem tem animais e crianças pequenas em casa. Só para garantir que não seja uma espécie venenosa se for acidentalmente ingerida, por exemplo.

E quanto aos benefícios que uma planta exótica de interior oferece, são basicamente, os mesmos benefícios que ter qualquer planta proporciona, ou seja, mais saúde e bem estar. Sem dúvidas, ter plantas dentro de casa ou do ambiente de trabalho colabora nesses pontos.

Isso porque, instintivamente, o contato com a natureza proporciona mais paz e tranquilidade. Além disso, cuidar das plantas comprovadamente reduz o estresse. Essa prática é recomendada por muitos profissionais de saúde para melhorar os sintomas da depressão e ansiedade, por exemplo.3

Já no campo da saúde física, as plantas colaboram principalmente para melhorar sintomas respiratórios. Elas são purificadores de ar naturais e colaboram também no controle da umidade do ambiente. Problemas como irritações nos olhos e dores de cabeça também podem ser reduzidos. Mas cuidado! Se você tem algum problema respiratório alérgico, como a rinite, é melhor apostar em plantas livres de pólen, que são aquelas que não florescem nem dão frutos.

5 espécies de plantas exóticas de interior

Agora vamos ao que mais interessa! Separamos espécies de plantas exóticas de interior para você arrasar na decoração. Confira:

 

1- Jiboia

plantas exóticas de interior
Foto: Winterflor.

Talvez você não saiba, mas a jiboia é uma planta exótica, pois é originária das Ilhas Salomão. Inclusive, nós escrevemos um texto completo sobre essa espécie. Clique no link para conferir.

 

2- Samambaia

plantas exóticas de interior
Foto: Pixabay.

Existem muitas espécies de samambaias. As samambaias que não têm origem brasileira, são de fato exóticas. Algumas delas, invasoras. Mas como nós estamos falando daquelas plantas exóticas que tem por objetivo a decoração interior, fique tranquilo e aposte nas samambaias sem medo!

 

3- Aralia

Foto: fazfacil.com.br

Outra planta muito bonita e que de fato faz o ambiente ficar muito mais rústico e confortável. As origens dessa planta são as ilhas do sul do Oceano Pacífico, e elas se parecem muito com o carvalho japonês.

 

4 – Véu de Noiva

plantas exóticas de interior
Foto: Winterflor.

Ela veio da América Central e se adaptou muito bem ao clima brasileiro. Ela é uma planta de sombra e não tolera frio intenso ou geadas, por isso é perfeita para os interiores.

 

5- Cróton Mammy

plantas exóticas de interior
Foto: Winterflor.

Se o que você quer é uma planta extravagante e que foge do comum, a Cróton Mammy é uma ótima opção! Suas origens são a Índia, Malásia e Ilhas do Pacífico.

**

Esse foi o nosso texto sobre as plantas exóticas de interior. Você gostou do conteúdo? Então acompanhe a Winterflor no Instagram e Facebook para ficar por dentro de tudo sobre o mundo das plantas.

Obrigada pela leitura e até a próxima!


Referências e data de acesso:

1- InfoEscola – Acesso em 27/06/2021.

2- Rede Globo – Acesso em 27/06/2021.

3- Super Interessante – Acesso em 27/06/2021.

O que é Urban Jungle e como por essa ideia em prática

Se você deseja saber o que é Urban Jungle, está no lugar certo! Neste artigo, abordaremos os seguintes tópicos sobre o tema:

Continue a leitura e confira! Você certamente não vai se arrepender.

O que é Urban Jungle

o que é urban jungle
Foto: Filya Indoor Garden.

Antes de tudo, vamos entender o que é Urban Jungle. Em tradução literal, o termo significa floresta urbana. Essas duas palavras representam bem o que é uma Urban Jungle. No entanto, apenas a tradução literal não explica o que é esse conceito de fato.

Ao pensar no termo “floresta urbana”, diversos tipos de locais podem vir à mente: parques no meio das grandes cidades, bosques, reservas ambientais… essas podem até ser, de fato, florestas urbanas. Mas, na verdade, não é disso que estamos falando quando usamos o termo Urban Jungle.

Então, respondendo a pergunta principal de forma simplificada: Urban Jungle é um tipo de decoração que busca trazer a natureza para os interiores, como casas, escritórios e apartamentos, por exemplo. E se engana quem pensa que é só sobre inserir plantas na decoração, apesar de elas serem de fato as protagonistas. O conceito de Urban Jungle vai muito além disso.

Faz parte desse estilo de decoração trazer os mais diversos elementos da natureza, e nisso entram infinitas possibilidades, como por exemplo: pedras, madeira, vasos de barro, pequenas fontes d’água, areia, etc. Além disso, faz parte do estilo Urban Jungle complementar esses elementos naturais com outras peças que remetam à natureza. Aí vale tudo: obras de arte, papéis de parede, estampas, cores e acabamento dos móveis… Super interessante, não é?

Como começar um projeto Urban Jungle

o que é urban jungle
Foto: Jornal DCI.

O primeiro passo você já deu, que é pesquisar sobre o tema! Essa é a melhor forma de encontrar ideias para começar a sua Urban Jungle. É claro, você sempre pode contratar um profissional, e nesse caso, o mais indicado é o paisagista. Mas se você é do tipo que gosta de pôr a mão na massa (ou na terra) confira a seguir as dicas que separamos para os aventureiros de plantão:

1- Escolhendo as plantas

Através das imagens que utilizamos para ilustrar o artigo, dá para perceber que as plantas são o que há de mais importante na Urban Jungle. Afinal, se a ideia é trazer o conceito de floresta para dentro de casa, naturalmente, elas são as grandes protagonistas.

A verdade é que, na Urban Jungle, quanto mais plantas melhor! Mas não é só escolher as espécies aleatoriamente, existem diversos fatores que devem ser levados em consideração.

Entenda o que você precisa saber antes de começar a investir nas plantas que vão compor a sua floresta urbana:

Luminosidade

As variadas espécies de plantas têm diferentes necessidades. Não adianta investir em muitas plantas para determinado cômodo se essas são plantas que precisam de diferentes intensidades de luminosidade, por exemplo. Por isso, o primeiro passo é definir por onde você vai começar.

O local é bem iluminado, ou é mais carente de luz? Se há bastante luz solar entrando no ambiente, ou se é uma varanda que recebe luz solar direta, vale a pena buscar por plantas que gostam de sol.

No entanto, o mais comum na Urban Jungle é justamente o contrário. Por ser um tipo de decoração interna, geralmente a melhor opção são as plantas que se desenvolvem bem com pouca luz. Então, antes de mais nada, leve a luminosidade do ambiente em consideração para começar a investir nas plantas.

Espécies

Vá com tudo nas folhagens: samambaias, jibóias, Costelas de Adão… São alguns dos muitos exemplos de plantas que se desenvolvem muito bem mesmo em ambientes com pouca luz. Combine as tonalidades e aposte nos contrastes que os diferentes tons de verde podem proporcionar.

Sempre que possível, inclua flores. Existem vários tipos de flores que amam os ambientes internos, sem luz solar direta. Alguns exemplos de flores desse tipo são os antúrios e alguns tipos de orquídeas. É claro, em uma floresta, o que prevalece é o verde, então não exagere! Use as flores apenas em alguns pontos da Urban Jungle, para colorir e dar contraste.

2- Envolvendo outros elementos

o que é urban jungle
Foto: grantec.

3- Prestando atenção no todo

Não adianta ir enchendo de elementos soltos e sem propósito, pois a ideia da Urban Jungle é ser um refúgio aconchegante, e não um caos. Certifique-se de que os elementos sejam dispostos de forma que eles conversem entre si, ou seja, façam sentido juntos. Se visualmente você não sente que está agradável, teste outras possibilidades e veja novamente as imagens que ilustram esse texto para ter ideias sobre como dispor as plantas de forma harmônica.

Lembre-se que os outros objetos e elementos do ambiente também precisam combinar com o todo, pois tudo, até os móveis e objetos de decoração fazem parte da Urban Jungle. Móveis de madeira, revestimentos de pedra, estampas de plantas… São de fato muitas as possibilidades para colocar tudo isso em prática.

Cuidados essenciais com a Urban Jungle

o que é urban jungle
Foto: pointer.

Talvez você tenha olhado essas fotos e ideias e pensado: mas e os bichos que isso pode atrair? E as aranhas, mosquitos e pragas em geral? Realmente, isso é algo que você precisa levar em consideração. É necessário manter uma boa manutenção e limpeza das plantas para evitar esse tipo de problema.

Além disso, na maioria dos casos você só vai garantir que a sua Urban Jungle não vire um criadouro de espécies indesejadas se você usar algum tipo de inseticida. Mas não se preocupe, desde que você busque a orientação de um profissional e siga as recomendações do fabricante, esse tipo de produto não deve fazer mal para a sua saúde, ou de outras pessoas e animais domésticos que vivam com você.

Vale lembrar que esse tipo de produto precisa ser mantido fora do alcance das crianças e dos animais domésticos, para evitar qualquer tipo de acidente.

Com tudo isso em mente, basta escolher os elementos que mais combinam com o seu estilo e criar a sua própria Urban Jungle 🌿

**

Se  você gostou do nosso artigo, acompanhe a gente também nas redes sociais Instagram e Facebook e deixe seu comentário sobre esse texto através dos nossos canais.

Muito obrigada pela leitura. Até logo! 🍃

Como cuidar de um cacto? 5 dicas importantes

Não tem como negar que, de fato, a sessão de cactos de qualquer floricultura é um sucesso. Eles são pequenos, discretos, modernos e há um bom tempo eles são uma moda nas casas e apartamentos – dos pequenos aos grandes. Mas você sabe como cuidar de um cacto? Será que eles são mesmo tão fáceis de manter como parece?

Nosso tema de hoje é um apanhado de tudo que você precisa saber sobre esse tipo tão peculiar de suculenta. Esse é o seu momento de aprender um pouco mais sobre essa planta e ir além das ótimas fotos que eles proporcionam.

🌵

cacto-euphorbia
Cacto Euphorbia. Foto: Winterflor.

O que é um cacto?

O cacto é um tipo de planta que cresce muito em regiões secas. O crescimento dela vem desde o México, na América Central, até o começo da América do Sul.  Não é à toa que essa é uma planta que povoa várias regiões mais quentes aqui no país, como Norte e Nordeste.

Como elas crescem em regiões secas, as mais de 1.600 espécies de cacto têm esse corpo engrossado que acumula água por muitos períodos. Então é por isso que os cactos fazem parte da família das suculentas.

🌵 🌵

As regiões desérticas são cheias das espécies grandes de cacto, que podem chegar a quase dois metros de altura. Mais espinhosas do que os cactos menores, essas espécies acabaram se tornando um tipo de paisagem atraente e que ficou marcado na cultura em geral.

Porém, como os cactos tem raízes baixas e algumas espécies são bem miúdas, logo eles viraram um hit também na decoração. Hoje você encontra cactos em casas, apartamentos, quintais e até ambientes corporativos. Alguns decoradores mais ousados aproveitam, inclusive, da forma longa da espécie para formar cercas naturais.

Além disso, a imagem do cacto estampa almofadas, canecas, quadros, roupas e muito mais. Essa planta tem, de fato, uma legião de fãs.

cacto-euphorbia - tipos de cacto
Detalhe do cacto Euphorbia. Foto: Winterflor.

Tipos de cacto

Diante de quase duas mil espécies conhecidas, nós poderíamos ficar aqui por muitas linhas de texto só falando de cacto. Mas a nossa lista a seguir é, em resumo, das espécies ideias para você levar para o seu ambiente. Esses são alguns dos tipos de cactos mais marcantes e diferentes.

Tipos de cacto 1
Fotos: Safari Garden/Leroy Meril/Tua Casa.

Tipos de cacto 2
Fotos: Elo7/Pinterest/Mundo Naturarte.

Jardinagem - suculentas
Fotos: Cantinho verde/Pinterest/Solutudo.

Aqui no blog a gente tem um outro post cheio de dicas de decoração e espécies com cactos.

Jardim e decoração - suculentas
Foto: Maksim Goncharenok/Pexels.

Como cuidar de um cacto

Apesar de ser uma planta de baixa manutenção, o cacto ainda é um ser vivo e pede alguns cuidados. E é o que você vai aprender a seguir.

🌵

1. Cuidados com iluminação e calor

Se o cacto é uma planta do deserto, você poderia começar imaginando que ele precisa de muito sol, certo? Bem, não é bem assim. Os cactos aproveitam, claro, bastante a luz e o calor do sol e é assim que eles prosperam. Por isso, você vai colocá-lo no lugar mais quente da sua casa. Pode ser, então, perto de uma janela, ou mesmo na área mais aberta, se você tiver um quintal ou jardim. Inclusive, se você cultiva um cacto dentro de casa, leve eles para fora quando as temperaturas estiverem mais altas.

Os cactos que são criados do lado de fora crescem bem mais e com mais velocidade. Além disso, do lado de fora eles vão se beneficiar das chuvas ocasionais. Mas fique sempre de olho na aparência do cacto, que deve ser sempre verde. Se eles começarem a ficar marrons, significa que o sol está queimando e você deve dar um pouco de sombra.

E como eles são propícios para o clima seco, evite que eles fiquem expostos a correntes de ar. Ambiente de ar condicionado ou mesmo muito vendo pode fazer mal.

Durante o inverno, quando as temperaturas costumam ficar menores do que 15 graus aqui no Brasil, já dá pra voltar os cactos de vaso para dentro.

Como cuidar de um cacto - iluminação e sol
Foto: Miguel Á. Padriñán

2. Regue o cacto da maneira certa

Como suculentas, cactos podem, de fato, sobreviver algum tempo sem a rega. Porém, eles ainda precisam de alguma irrigação. Assim, o caule vai se manter alimentado.

A dica é verificar o solo a cada duas ou três semanas. Se os primeiros dois centímetros da terra estiver seca, significa que está na hora de regar. É nesse ponto que muita gente erra. Uns regam demais e fazem as raízes apodrecerem e outros simplesmente esquecem de dar de beber ao cacto. Em relação à rega, é melhor que o erro seja a falta de água, afinal, é mais fácil curar o cacto da desidratação do que do apodrecimento.

A média de tempo de necessidade de água do cacto é algo entre 10 e 14 dias. E o mais importante aqui é deixar a água dada secar totalmente para, então, você dar a próxima quantidade. Os cactos sem água ficam enrugados e magrinhos e a tendência é que eles engordem na próxima vez. Ou seja, vão ficar de novo com aquela aparência saudável e linda.

Durante o inverno, você vai notar que o seu cacto não cresce muito e isso é normal. O importante é que ele siga esses pequenos ciclos com a sua ajuda.

como regar um cacto
Foto: Gardening Know How.

3. O solo do cacto também precisa ser de qualidade

Engana-se quem pensa que o solo do cacto pode ser qualquer um. Se você quer saber como cuidar de um cacto, saiba que vai precisar de um bom fertilizante e de um solo bem drenado. Peça, então, na sua floricultura, os produtos que mais vão fazer o seu cacto ficar saudável.

Uma característica natural de um deserto é que o solo tem muita areia e pedra. E essa mistura precisa ser considerada na hora de envasar sua planta, por que é disso que o cacto gosta. Aliás, é isso, também, que ajuda a drenar a água que impede que a raiz apodreça.

Embora essa solução já seja de grande valia, você ainda precisa de um fertilizante adequado. Já existem, portanto, fertilizantes só para cactos. Mas você também pode comprar um que sirva para suculentas no geral.

A fertilização duas vezes por ano já é o suficiente. Faça isso no começo da primavera e, então, no começo do verão. Na hora de aplicar o fertilizante, regue o cacto antes e só depois disso aplique o produto. Do contrário, o fertilizante pode queimar a raiz do cacto.

como cuidar do solo de um cacto
Foto: Teona Swift – Pexels.

4. Manuseie o cacto com cuidado

Você se lembra das cenas dos desenhos animados em que o personagem cai no meio de cactos? Em cactos menores, que é o caso da maioria das pessoas, isso não é tão exagerado assim. Mas eles ainda podem machucar. Por isso, utilize luvas seguras na hora de pegar na plantinha.

Isso protege tanto você quanto o cacto. Se alguém pega sem proteção, corre o risco de, ao sentir um espinho, acabar deixando o cacto cair ou esmagá-lo.

Jardinagem - suculentas
Foto: Julia M Cameron – Pexels.

5. Cuidado com as pragas

Com todos essas formas de cuidar de um cacto, é bem difícil que o seu cacto sofra com as pragas. Mas se isso acontecer, você pode aplicar óleo de neem. O neem é um tipo de semente muito resistente à seca e que é utilizada na indústria farmacêutica. O óleo dela tem propriedades anti-inflamatórias e antifúngicas.

🌵 🌵 🌵

Gostou de aprender como cuidar de um cacto? Facinho, não é? Por aqui e lá nas nossas redes sociais sempre tem dicas pra você arrasar nos cuidados das suas plantas e flores. Então vem conhecer a gente lá no Facebook e no Instagram!

Até a próxima!

 

 

 

 

 

Flores de outono e inverno para jardim: 6 espécies para as estações frias

Muita coisa além das roupas que a gente veste muda durante as estações mais frias do ano. O seu jardim também pode se adaptar e ganhar um frescor de novidade. Por isso, hoje vamos te dar algumas 6 dicas de flores de outono e inverno para jardim.

A partir das nossas dicas, seguindo os cuidados de cada espécie, você vai ver que seu jardim, seja ele pequeno ou grande, vai ganhar beleza, arte e frescor. Mesmo que, nesse período, você não passe tanto tempo do lado de fora, um novo espetáculo vai surgir quando olhar pela janela.

🌸 🌸 🌸

Quais são as espécies ideais de flores de outono e inverno?

No período que vai de março até o começo de setembro, os dias ficam mais frios e secos. Isso, de fato, tem um impacto sobre o cultivo de flores. Aquelas espécies cresceram saudáveis no verão, talvez não se adaptem ao outono e ao inverno. Conheça, a seguir, quais são algumas das melhores flores de outono e inverno para jardim.

Flores de outono e inverno - amor-perfeito
Amor-perfeito – Foto: Dignity Memorial.

1 – Amor-perfeito

Essa florzinha simpática chamada de amor-perfeito, ou também viola tricolor, é super resistente ao inverno. Enquanto muitas flores e plantas simplesmente morrem depois de uma geada, essa espécie é capaz de resistir as temperaturas mais extremas. Talvez isso não seja tanto um problema nas regiões mais quentes do Brasil. Mas os apaixonados por flores que vivem mais ao sul do país, certamente podem investir na amor-perfeito.

Sobretudo, o que mais chama a atenção dessa flor é a delicadeza. Como ela atinge, no máximo, 15 centímetros de altura, essa não é uma flor que vai criar super ambientes. Porém, ela é perfeita para fazer um charme nos detalhes. Além disso, a amor-perfeito é encontrada em cores que têm destaque pela sua força e beleza, assim como vermelho, amarelo, roxo e azul.

Amor-perfeito
Foto: Pinterest.

E sabe o que mais deixa essa flor especial? Algumas pessoas cultivam para comer. Ainda que comer flores não sejam um hábito de muitas pessoas, certamente os pratos ganham uma beleza extra.

Camélias - flores de outono e inverno para jardim
Camélias – Fotos: Almost Eden.

2 – Camélia

As camélias são um tipo de flor que florescem o ano todo. Mas é no inverno que as camélias vão ganhar um charme todo especial que vai alegrar o jardim e surpreender quem olha. Além de ela ficar mais saudável nos dias frios, durante o outono e o inverno as pétalas das camélias têm mais chances de nascerem com duas cores ao mesmo tempo. O que deixa ela com esse aspecto marmorizado que é praticamente uma obra de arte da natureza.

Mas aqui vai uma dica de ouro: as camélias precisam ser regadas duas vezes na semana. Durante o inverno, em que o tempo é mais seco, não espere pela chuva. Crie na sua rotina o hábito de regá-las. Além disso, fale com a sua floricultura preferida e peça dicas de um bom composto orgânico para nutrir o solo onde você vai plantá-las.

Ciclames - flores de inverno
Ciclames – Foto: Winterflor.

3 – Ciclame

Outras flores de outono e inverno para jardim que vale a pena cultivar são as ciclames. Como elas são originárias dos países mediterrâneos, que tem um inverno bem frio, elas são muito resistentes às condições mais extremas. As ciclames dão um tom romântico para qualquer jardim, afinal, você encontra elas na floricultura em tons de rosa e vermelho.

Só que, bem diferente das camélias, você não pode regá-las demais. Quando você for fazer a rega, coloque uma quantidade moderada direto no solo, e não sobre as flores. Você não deve deixar de regá-la, mas água demais pode matar as ciclames bem rápido.

Ciclame rosa
Ciclames – Foto: Green Me

Outro ponto importante é que elas não devem ficar diretamente sob o sol. Encontre um cantinho de sombra no seu jardim ou cultive ela dentro de casa.

Por fim, não esqueça de tirar os caules das folhas mortas. Além de manter a saúde da flor, elas vão ter sempre uma aparência bela.

Cravos coloridos
Cravos – Foto: GDia.

4 – Cravo

Se tem uma flor que, visualmente, tem tudo a ver com o outono e o inverno são os cravos. Essa espécie tem uma aparência naturalmente rústica, que combina com as decorações mais intimistas das estações frias.

Como são estações mais secas, os cravos têm no outono e no inverno o clima ideal. Essa é uma flor que não deve ficar úmida demais. Contudo, nada de solo seco seco, também!

O cravo também se destaca pelo cheiro, que se espalha facilmente no ambiente. Quando passar aquela brisa gostosa no jardim, o aroma dos cravos vão surgir como uma boa surpresa. E dentro de casa podem ser que eles se destaquem até demais, o que pode incomodar algumas pessoas. Porém, o cravo é, inegavelmente, um ponto alto na decoração de qualquer ambiente.

Flores de outono e inverno: gardênias
Gardênias – Foto: Southern Living Plants.

5 – Gardênia

Poucas flores são tão luminosas e elegantes quanto as gardênias. Elas são de origem asiática, ou seja, elas são muito acostumadas aos invernos rigorosos. Por isso elas são uma aposta certeira como flores de outono e inverno para jardim. E não só para jardim, afinal, elas dão uma leveza aos ambientes internos, também.

Na hora de comprar a sua muda de gardênia, é importante prestar atenção na cor das folhas. Quanto mais escuras elas forem, mais resistentes elas vão ser. Assim, você pode ter certeza que elas vão durar facilmente durante os meses de cobertor e chocolate quente.

Árvore de cerejeiras
Cerejeiras – Foto: Bem Paraná.

6 – Cerejeira

Nossa última dica são as cerejeiras. O florescimento dessa flor é entre julho e agosto, aqui no Brasil, ou seja, final do inverno. Isso acaba fazendo uma transição belíssima para a primavera. Porém, essa é uma espécie que só cresce em climas frios. Em lugares mais tropicais, como norte e nordeste do Brasil, a árvore de cerejeira não vinga.

As cerejeiras têm essa coisa pomposa. Dentro da época do florescimento, ficam apenas as flores. E fora de época, só se veem as folhas. Ou seja, durante o ano todo, a cerejeira embeleza o espaço.

Cerejeiras em Curitiba
Cerejeiras em Curitiba – Foto: Gazeta do Povo.

Várias cidades pelo mundo, como Kyoto (Japão), Washinton DC (Estados Unidos) e Amsterdã (Holanda), têm festivais anuais dedicados à apreciação dessas árvores, na época de florescimento. Inclusive, aqui no Brasil, algumas cidades ficam completamente diferentes durante o auge das cerejeiras. Assim como aqui em Curitiba, no Paraná. Na internet, jorram fotos de como as ruas da capital ficam irresistíveis a um passeio a pé.

Ter uma cerejeira é, claro, um investimento de longo prazo, afinal, é uma árvore e demora a crescer. Porém, mesmo nos seus menores tamanhos, as cerejeiras já florescem. Mas essa é uma espécie que não deve ser podada, afinal, isso não é saudável para as flores.

🌸 🌸 🌸

E você? Pretende plantar flores de outono e inverno no seu jardim esse ano? Existem várias outras espécies e formas de cultivo. E sabe onde você pode encontrar dicas imperdíveis sobre isso? Lá no nosso Instagram e no nosso Facebook. Estamos te esperando por lá para bater um papo e saber como tem sido suas experiências na jardinagem.

Até a próxima!

 

Decoração com samambaias para casamento: ideias para surpreender seus convidados

Você já considerou investir em uma decoração com samambaias para o seu casamento? Elas são lindas, versáteis e têm tudo para tornar o seu dia especial ainda mais belo!

Continue a leitura e confira tudo sobre as samambaias e, é claro, várias ideias para incrementar a cerimônia com elas!

Foto do destaque: Mari Alves

Tipos de samambaia

Existem diversos tipos de samambaia! Elas vêm em diferentes tamanhos e suas folhagens variam em formato e tons. Algumas são mais selvagens e rústicas, enquanto outras são mais delicadas.

Independente do tipo de cerimônia, certamente existem espécies que vão combinar com o ambiente. Então, vamos conferir os principais tipos de samambaia e onde colocar cada uma delas? Confira:

 

Samambaia Argentina

Existem pelo menos três variedades desse tipo de samambaia. O tamanho das plantas varia entre 25 e 30 centímetros e as folhas  são levemente crespas e ralas.

Elas combinam principalmente com cerimônias ao ar livre, mas não existe regra quando o assunto é samambaia! Elas se adaptam e ficam bem diferentes ambientes.

decoração com samambaias para casamento
Foto: totalconstrucao.com.br

Samambaia Americana

Certamente, esse é um dos tipos de samambaia mais comuns e versáteis. As folhas longas e rígidas favorecem o uso criativo da planta em tiaras, buquês e arranjos variados.

decoração com samambaias para casamento
Foto: floragoishi.com.br

Renda Francesa

Também muito popular, a renda francesa tem folhagens cheias e delicadas. Essa espécie não suporta luz solar direta, então, aposte nessa samambaia em cerimônias internas, salões de festa e locais com sombra. Por ser compacta, funciona muito bem na decoração de pequenas cerimônias.

decoração com samambaia para casamentos
Foto: AdriMartinho

Samambaia de metro

Se você quer uma planta extravagante e que vai chamar a atenção, então a samambaia de metro é certeira! Também conhecida como chorona, essa samambaia tem origem brasileira e as folhagens são brilhantes e pendentes, podendo atingir mais de dois metros de altura!
Já pensou em ter uma dessas decorando o altar? Vai ficar maravilhoso!

samambaia de metro
Foto: Raizes & Folhas

Renda Portuguesa

Mais um exemplo de samambaia com folhas plumosas e delicadas. A planta tem uma média de 20 a 40 centímetros. Apesar de suas folhas caírem no inverno, se permanecer recebendo água e nutrientes, a planta volta a brotar na próxima estação.

Depois do casamento, ela pode virar uma lembrança viva do seu dia especial na sala de casa.

Foto: folhasefolhagens.com.br

Samambaia Holandesa

Uma linda planta ornamental que cresce com facilidade e certamente vai embelezar qualquer ambiente. A samambaia holandesa tem folhas brilhantes, grandes e pendentes que ficam muito bem com outros enfeitas, como velas, por exemplo.

Foto: Idaria Moreno

Mini samambaia

Pequena, delicada e belíssima, a mini samambaia tem folhas crespas e de um verde muito claro. Certamente são ideais para decorar mesas e pequenos espaços, além disso, basta adicionar um belo cachepot e a mini samambaia se transforma numa linda lembrança para os convidados levarem.

decoração com samambaia para casamento
Foto: samambaiaslindas.com

Mais ideias com samambaia para casamento

Até aqui você já tem várias ideias para fazer decoração com samambaias para casamento. Mas as nossas dicas a seguir vão, de fato, surpreender seus convidados pela ousadia no uso da samambaia. Então, vamos prosseguir:

Coroas

Muitas noivas vêm trocando o tradicional véu por uma coroa, com efeito de deixar um ar mais contemporâneo. No entanto, poucas noivas imaginam que as folhas de samambaia ficam lindas no acessório! A planta dá um toque muito especial e pode, inclusive, ser a protagonista da coroa da noiva.

Ornamentar a coroa de folhas de samambaia com pequenas flores certamente vai dar um toque simples, mas sofisticado ao seu penteado.

decoração com samambaias para casamento
Foto: Alicia Lewin

Buquê de noiva

Eles nunca saem de moda e são indispensáveis para a maioria das noivas. As folhas de samambaia podem ser as protagonistas do buquê ou servirem apenas como complemento para as flores e outras folhagens. O importante é que, acima de tudo, a noiva fique satisfeita com a combinação que escolher.

decoração com samambaias para casamento
Fotos: weddingomania/ mccune-photography.com

Arranjos aéreos

Não é raro encontrar as samambaias suspensas, afinal, as plantas são perfeitas para esse tipo de decoração. Na cerimônia, você pode apostar em diferentes maneiras de usar as plantas, seja em guirlandas com folhagens e galhos secos, ou deixando as plantas penduradas sobre as mesas dos convidados. Por fim, use a criatividade para colocar as plantas pendentes em diferentes ambientes da festa, vai ficar lindo e aconchegante!

decoração com samambaias para casamento
Fotos: designmag.fr / insideweddings.com

No chão

E se o corredor por onde a noiva irá entrar for todo decorado com samambaias? A ideia certamente é ousada, mas pode mostrar que você tem bom gosto! Vale incrementar o local que marca a passagem com velas, flores e quaisquer que sejam os adornos que agradem o casal.

Fotos: casaefesta.com

Centros de mesa

Anteriormente, citamos as mini samambaias como ótimas opções para a decoração das mesas, certo? Mas não são só elas que ficam bem para essa finalidade. Também podemos usar as folhas das samambaias maiores nos centros de mesas, combinados ou não com outros elementos, como garrafas de vidro, velas, pedras e flores.

decoração com samambaias para casamento
Foto: casaefesta.com

Em pequenos detalhes

Há ainda a possibilidade encantadora de adicionar as folhas de samambaia nos pequenos detalhes do casamento, como marcadores de lugar, lembrancinhas e mural de recados, por exemplo. Fica realmente muito delicado e bonito!

decoração com samambaias para casamento
Fotos: mykaleidoscope.ru / prettybow.gr

Bolos decorados

E por fim, mas não menos importante, podemos ter samambaias presentes até mesmo no bolo do casamento! Vai combinar muito com coberturas claras, de preferência as brancas. Parece uma ideia maluca? Veja como fica realmente incrível:

decoração com samambaias para casamento
Fotos: The Knot / Martha Stewart

E então, gostou das ideias de decoração com samambaias para casamento? Nós esperamos que elas tenham te inspirado. Vem contar nas nossas redes sociais se você usaria essa planta na sua festa! Então, antes de ir embora, já salva nosso Instagram e nosso Facebook. Assim você fica por dentro dos nossos conteúdos relacionados ao mundo das plantas e das flores.

Até a próxima! 🌿

 

 

Flores da felicidade: como usá-las para melhorar o seu humor

Hoje em dia é muito fácil ficar estressado e de mau humor. São tempos de correria, nosso celular não para de apitar e, para piorar, ainda estamos no meio de uma pandemia. Mas e se você pudesse melhorar seu humor através das flores? Sim, isso é possível! Por isso, no artigo de hoje, nós vamos falar sobre flores que trazem felicidade. E não é coisa da nossa cabeça, não, viu? Existe muita ciência por trás disso.

Desde tempos muito antigos, as flores vem sendo utilizadas como verdadeiras curandeiras. Elas ajudam a reduzir o estresse e são capazes até de nos fazer ficar mais calmos. E quem é que não quer ter paz de espírito, não é? Mas quando falamos de felicidade, não é apenas a sensação de estar feliz. Mas, sim, várias melhorias em momentos pontuais do dia a dia que vão acrescentar muito no seu bem estar. Temos dicas de flores para dormir melhor, outras que te deixam mais produtivo e até algumas que ajudam na recuperação de pessoas doentes.

Quer saber mais? Então venha com a gente descobrir quais são flores da felicidade e porque cultivá-las na sua casa.

Flores que ajudam a dormir
Foto: Pexels

As flores que te ajudam a dormir

Para muita gente, dormir é um momento de felicidade. E não existe dúvidas do quanto isso é importante para a nossa saúde, bem-estar e bom humor.

Desse modo, uma das flores da felicidade é a lavanda. Já é comprovado que o cheiro dela ajuda a diminuir a frequência cardíaca e a pressão arterial. Num quarto cheirando a lavanda, qualquer um pode relaxar mais e, como consequência, dormir melhor.

[trocar a foto porque a anterior parecia artificial]

Outra flor que também é boa para o sono é a gérbera. Elas liberam oxigênio no ar durante a noite, por isso, vale a pena manter um vaso delas no seu quarto. Uma boa oxigenação do ambiente – ainda mais saindo puro das plantas – é um ótimo regulador da qualidade do sono.

Gérbera
Gérbera – Foto: Winterflor.

 

 

Além das gérberas, as orquídeas também fazem esse trabalho de complementar o ar do ambiente. Elas fazem algo bem parecido com o que nós, humanos, fazemos. Respira carbono de dia e libera o oxigênio de noite.

Orquídea
Orquídea – Foto: Winterflor.

Anotou aí? Então já passa numa loja hoje mesmo e leve pra casa a sua mudinha.

 

Flores e saúde
Foto: Pexels.

Flores, felicidade e saúde

Essa história de plantas com poder de cura não é só coisa que os nossos avós contavam a fim de ajudar as pessoas. A Sociedade Americana de Horticultura fez, recentemente, um estudo que mostrou de forma bem consistente o papel das flores como auxiliares na recuperação de pessoas doentes.

Nessa pesquisa, as pessoas que ficaram por um período num quarto com flores registraram frequência cardíaca mais baixa, pressão arterial estável bem como avaliaram as dores sentidas em níveis mais baixos do que as pessoas que não foram expostas às flores. Além disso, essas pessoas se sentiram muito menos cansadas e contaram sentimentos positivos em relação à estadia no ambiente com as flores.

 

Flores da felicidade - saúde
Foto: Pexels.

O estudo não focou em nenhuma espécie, ou seja, você pode escolher as suas flores favoritas quando precisar se isolar um pouco para recuperar as energias levadas por alguma enfermidade.

Terapia das cores e flores da felicidade
Foto: Pexels.

Flores da felicidade e a psicologia das cores

Pare agora o que está fazendo e olhe ao seu redor. Como as cores desse ambiente fazem você se sentir? As cores têm relação direta com os nossos diferentes estados emocionais.

O vermelho, por exemplo, pode significar amor, mas também pode ser a raiva, o perigo, o alerta. Já o amarelo é a felicidade, o sol, a luz. O azul traz calma e estabilidade tanto quanto pode encher o lugar de tristeza. O verde é uma cor de permissão e está ligado à segurança, o que explica a escolha de plantas frondosas preenchendo alguns ambientes.

 

Psicologia das cores nas flores
Fotos: Pexels.

E assim, muitas vezes sem perceber, nós vamos criando esse laço muito pessoal de memórias boas e ruins com a coloração. Isso, de fato, influencia as reações que vamos ter. Isso é a psicologia das cores.

Na hora de escolher uma cor, é interessante pensar não apenas nas espécies, mas também nos tons e intensidades das pétalas. Se você pretende colocar flores na sua casa ou no trabalho, pense em como elas vão fazer você se sentir.

Que tal algumas ideias de flores para a sua felicidade?

 

Flores vermelhas
Poinsétia (Foto: Pinterest)/Cravo, rosa e gérbera (Foto: Winterflor).

Flores vermelhas para felicidade

 

Flores amarelas
Cravo (foto: Pinterest), crisântemo (foto: Viva Decora), lírio e rosa (foto: Winterflor).

Flores Amarelas para felicidade

 

Flores azuis
Azulzinha (foto: Faz Fácil), céu azul (foto: Winterflor), Jacinto (foto: Pixabay) e Orquídea (Foto: Winterflor).

Flores azuis para felicidade

 

flores verdes
Bromélia (foto: Doce Obra), Trevo (Foto: Pexels) e Flor de lúpulo (Foto: Lúpulo Capixaba).

Flores verdes para felicidade

 

Flores, felicidade e produtividade
Foto: Pexels.

Flores para ser mais produtivo

As flores também podem aumentar a nossa produtividade, seja no trabalho ou em projetos pessoais. E quando a gente produz mais, ficamos, afinal, mais felizes com o resultado disso nos nossos projetos. Inclusive, alguns estudos mostraram que escritórios floridos estimulam a criatividade e a produção dos colaboradores. E se o seu espaço de trabalho for em casa, aí não tem limites para quantas e quais flores você vai distribuir no ambiente.

Se local estiver vazio, só com mesas e computadores como decoração, ele até pode parecer bem organizado e limpo. Mas as flores certamente oferecem um estímulo visual diário para quem passa por ali.

E não são só os trabalhadores que se beneficiam disso. Outros estudos mostraram que salas de aula e espaços de aprendizagem também ganham um estímulo extra e maior frequência dos alunos.

 

O cheiro das flores
Foto: Pexels.

Flores para lembrar os bons momentos de felicidade

Quem nunca se pegou dizendo “esse cheiro me lembra…”, que atire a primeira pedra (ou melhor, não atire, elas esmagam as plantinhas). E isso, de fato, é o que faz o olfato ser um dos sentidos mais poderosos, tanto para pessoas quanto para os animais. Os cheiros marcam nossa vida de tal forma que eles trazem uma memória instantaneamente.

Muitas vezes, o ambiente tem apenas uma única flor, de repente uma rosa ou um lírio, que cheiram muito bem, e o aroma é sentido nos quatro cantos. Imagine, então, um buquê inteiro.

Muita gente tem lembranças, também, das flores que decoraram a festa de casamento, ou da flor preferida de um ente querido, ou do jardim da casa dos avós... Tudo isso deixa um cheiro de fato muito marcante e faz a gente voltar no tempo e ser feliz como outrora.

Flor linda.
Foto: Pexels.

Colha a felicidade através das flores

E você? Já escolheu, então, quais flores da felicidade você vai cultivar na sua casa? E no seu trabalho? Vem contar pra gente nas redes sociais. Nós estamos tanto no Instagram como no Facebook.

Até a próxima!

Paraíso das suculentas: 10 dicas para um cultivo perfeito

O paraíso das suculentas está repleto de variedades! Existem aproximadamente 22.000 tipos de suculentas. Muita coisa, não é mesmo? A principal característica delas é a grande capacidade de armazenar água. Aliás, é por isso que elas têm folhas mais gordinhas.

Hoje iremos aprender quais são os 10 passos para cultivar suculentas e de quebra conhecer 5 tipos de suculentas para decorar a casa e o jardim. Continue a leitura e confira!

paraíso das suculentas
Foto: jiawei333.

Paraíso das suculentas: quero cultivar, quais são os cuidados necessários?

Primeiramente, é importante levar em consideração o local onde você pretende deixar a planta. Algumas espécies precisam de muita luz para sobreviver e, por isso, necessitam ficar em áreas externas que recebam várias horas de luz solar direta.

Mas também existem aquelas que preferem a sombra e a luz solar indireta, portanto, fique atento para não colocar a espécie errada embaixo do sol, isso pode queimar suas folhas.

Escolhendo a planta ideal

Para descobrir qual a suculenta ideal, pergunte para o vendedor quais as plantas que se adaptam aos interiores e quais são as melhores para o jardim.

Em geral, suculentas ficam mais saudáveis em ambientes secos, iluminados e arejados, portanto, devemos evitar os locais com muita umidade, como banheiros, quartos de banho ou próximos às piscinas, por exemplo. Agora, vamos entender um pouco mais sobre o cultivo:

Paraíso das suculentas: como plantar uma muda?

  1. Escolha um vaso que tenha furos no fundo para que a água da rega possa ser escoada. Vasos que retém água fazem mal para as suculentas.
  2. Preencha o fundo do vaso com uma pequena camada de pedrinhas. Isso não é obrigatório, mas ajuda no controle da umidade do vaso.
  3. Prepare o substrato misturando aproximadamente 50% de terra vegetal e 50% de areia ou vermiculita.
  4. Adicione também um pouco de húmus de minhoca à mistura para que o solo fique mais nutritivo. A quantidade de húmus recomendada é de 2 colheres de sopa para os vasos pequenos, 4 para os médios e 8 para os grandes.
  5. Pronto o substrato, coloque uma boa camada no fundo do vaso, deixando espaço suficiente para acomodar as raízes da muda.
  6. Retire a muda com cuidado do local de origem. Ela deve ser transferida para o vaso com toda a raiz.
  7. Não se preocupe em retirar a terra que já está nas raízes, isso pode prejudicar a planta.
  8. Acomode as raízes no vaso e preencha com substrato. A planta deve ficar firme no solo, mas coloque apenas o suficiente. A ideia é que o substrato fique soltinho para que as raízes cresçam livres.
  9. Colocar uma camada de pedrinhas sobre a terra, em volta das folhas, ajuda muito as suculentas a se manterem saudáveis. Elas protegem as folhas da umidade do solo, evitando que elas apodreçam. Além disso, as pedras complementam a decoração!
  10. Agora que o vaso está pronto, é só regar aproximadamente uma vez por semana ou sempre que a terra ficar completamente seca. Regue abundantemente, deixando a água escorrer completamente.

paraíso das suculentas
Foto: V. Miller.

Fácil, não é? Com poucos cuidados você pode trazer o paraíso das suculentas para dentro da sua casa! Agora, confira 5 tipos de suculenta que ficarão lindas na sua casa ou jardim:

1- Colar de Pérolas (Senecio rowleyanus)

Muito bonita, a suculenta Colar de Pérolas é uma ótima opção de planta pendente. Cultive em um local que receba bastante luz, mas a luz solar direta deve ser evitada em regiões muito quentes e no verão.

Essa suculenta floresce na primavera e suas pequenas flores têm cheiro de canela 🥰

Foto: MeganEHansen/Forest and Kim Starr.

2- Planta de pelúcia (Echeveria pulvinata)

Suas folhas e flores têm cores vibrantes e ela é coberta por pequenos e finos pelos brancos que brilham ao sol, dando a planta um toque prateado. Ela se desenvolve melhor quando recebe bastante luz do sol, então, não é tão legal para os interiores.

Apesar disso, se o vaso for colocado próximo a uma janela que receba a luz direta do sol, ela pode se adaptar. Essa suculenta suporta o inverno, mas precisa ser protegida das geadas.

Foto: Claudia_Felbermayer.

3- Columéia peixinho (Nematanthus wettsteinii)

Columéia Peixinho é outra linda opção de suculenta. Ela se adapta muito bem aos interiores, desde que o cômodo seja bem iluminado. Mas se receber luz do sol da manhã, melhor ainda!

Suas folhas verde-escuro e brilhantes ficam muito lindas na decoração! As flores são laranjadas e florescem o ano inteiro, principalmente no verão.

paraíso das suculentas
Foto: Forest & Kim Starr.

4- Planta Jade (Crassula ovata)

Esta é uma das suculentas mais populares. Ela é muito resistente e apesar de poder ser cultivada a sol pleno (como a maioria das suculentas), é perfeita para interiores. Na verdade, é uma das melhores opções para decorar os quartos, salas e escritórios que recebem pouca luz solar indireta. Não são muitas as suculentas que se adaptam a esse tipo de ambiente, portanto, use e abuse da planta jade para trazer o verde brilhante que só as suculentas têm para dentro de casa!

Quanto menos luz solar a Planta Jade receber, mais escuras serão suas folhas. Mas se elas forem cultivadas ao ar livre, recebendo luz solar direta, as folhas serão mais claras e podem ficar com as pontas avermelhadas.

paraíso das suculentas
Foto: Claire_Giral.

5- Orelha de Shrek (Crassula ovata Gollum ou Hobbit)

Essa suculenta é resultado de uma mutação da Planta Jade. Mas dela se originou uma versão completamente diferente da original, com um formato bem peculiar!

Se adapta muito bem aos interiores e locais com bastante sombra, mas também fica linda nos ambientes iluminados. Suas folhas podem ser cilíndricas ou achatadas, entretanto, não é raro que uma mesma planta apresente folhas dos dois formatos.

suculenta orelha do Shrek
Foto: Anne Jea/Forest and Kim Starr.

***

Esse foi o nosso tour pelo paraíso das suculentas ♥

Gostou do texto? Então, siga a Winterflor no Instagram e também no Facebook.

Até a próxima! 🌺

Mundo das orquídeas: um guia para lindas flores

A beleza, complexidade e diversidade do mundo das orquídeas chama muito a atenção dos amantes das plantas e flores, não é mesmo? E por falar em diversidade, você sabia que existem pelo menos 30.000 espécies de orquídeas e 200.000 espécies que surgiram da mistura com outras flores? É realmente um universo de variedades!

Neste artigo você irá descobrir:

Continue a leitura e mergulhe conosco no particular e belo mundo das orquídeas!

orquídea rosa no jardim
Foto: Capri23auto

Como cultivar orquídeas?

Orquídeas têm uma grande capacidade de se adaptar ao ambiente, mas, com tantas espécies diferentes, você já deve imaginar que nem todas são fáceis de cuidar. Nem todas, por exemplo, se adaptam ao solo comum, naquele tipo de terra que tem na maioria dos quintais. Algumas têm suas raízes suspensas, enquanto outras criam suas raízes sobre os troncos das árvores ou de outras plantas.

Descubra qual o tipo de cultivo adequado para a orquídea que você escolheu. Assim, você poderá dar as melhores condições possíveis para ela crescer e ficar linda. Agora, vamos às dicas de cultivo:

mundo das orquídeas brancas
Foto: Winterflor

A orquídea e a água – como regar?

A umidade é importante para que a planta fique saudável e floresça. Regá-las pode ser uma experiência de tentativa e erro, mas o segredo está em observar as raízes e perceber as seguintes situações:

orquídea molhada
Foto: PEAK99

Além da rega, você pode querer borrifar água nas folhas e no caule. O ideal é fazer isso uma ou duas vezes por dia, dependendo da espécie. Se você não tem certeza sobre qual é a melhor opção para suas orquídeas, você sempre pode testar e observar qual opção funciona melhor para a sua planta 😉

Foto: Winterflor

Como a orquídea reage à luz do sol

A luz é um fator importante no cultivo de qualquer planta, portanto, não é diferente com as orquídeas. A seguir, listamos o que você precisa saber sobre as reações da espécie à luz do sol.

Foto: Winterflor

Manutenção e poda das orquídeas

Quando a orquídea atinge o pico de seu período de floração, suas novas flores duram até 12 semanas. Depois disso, elas começam a desbotar, secar e cair, o que indica que é a hora da poda. Confira as dicas de como fazer essa manutenção:

Foto: Winterflor

Lembre-se de ficar atento às características únicas de cada espécie, já que algumas podem precisar de quantidades diferentes de água, luz e nutrientes.

Fertilizantes são ideais para que a planta receba os nutrientes necessários e cresça saudável, presenteando o ambiente com suas lindas flores! Peça na floricultura a marca ideal para a sua espécie.

Os tipos de orquídeas mais fáceis de cultivar

Com tanta variedade, é fácil imaginar que, enquanto algumas orquídeas florescem naturalmente no ambiente selvagem sem a necessidade de nenhuma intervenção, outras precisam se tratadas como um filho. Para estas, os cuidados precisam ser, além de precisos, muito específicos quanto à temperatura, tipo de solo, iluminação e nível de umidade.

Para facilitar a vida de quem tem pouca ou nenhuma experiência na arte da jardinagem, listamos a seguir 3 tipos de orquídeas que são muito fáceis de cultivar.

Foto: Winterflor

Orquídea Cattleya

É uma das orquídeas mais fáceis de cultivar e ideal para iniciantes! Elas se adaptam a diferentes climas e, por isso, são encontradas por todo o Brasil em, pelo menos, 30 variações. Suas flores são perfumadas e duram de 10 a 30 dias.

Foto: DenisDoukhan

Orquídea Phalaenopsis

Também de fácil cultivo, as orquídeas phalaenopsis são as mais populares em todo o mundo. Além de se adaptarem bem a diferentes climas, têm uma grande variedade de cores. Se receberem o cuidado adequado, suas flores podem durar até 3 meses! Não é incrível?

Foto: Winterflor

Orquídea Sapatinho

Outra queridinha de quem está começando é a orquídea Paphiopedilum, mais conhecida como Orquídea Sapatinho. Ela é encontrada em, pelo menos, 96 versões. Lindas, elas florescem uma vez no ano e suas flores duram entre 6 e 8 semanas.

Foto: icon0com

Qual delas você mais amou? Nós amamos todas ❤️

As orquídeas mais raras do mundo

Essa é para os curiosos que querem aprender mais sobre o mundo das orquídeas! Afinal, conhecimento nunca é demais, certo? Conheça a seguir 3 tipos de orquídeas que estão entres as mais raras do mundo:

Foto: Orchi

Orquídea Fantasma

Devido a seu formato e cor, essa espécie é comparada a um fantasma 👻. Apesar do nome, não tem nada de assustador nessa linda orquídea, que tem flores com cheiro de maçã e é encontrada na Flórida, em Cuba e nas Bahamas. Infelizmente, essa espécie está ameaçada de extinção, por isso só compre se estiver comprometido a cuidar muito bem dela, combinado?

mundo das orquídeas raras
Foto: Prem Subrahmanyam Sr.

Paphiopedilum rothschildianum

É o tipo de orquídea sapatinho mais raro e caro que existe. Elas quase foram extintas em 1950, quando viraram febre, entretanto, hoje em dia florescem em 3 locais no monte Kinabalu, na Malásia. Eventualmente você poderá encontrá-las à venda, mas o valor certamente será alto. Igualmente, os cuidados com a planta terão que ser constantes e bem criteriosos.

mundo das orquídeas, orquídea sapatinho rara
Foto: D. Culbert

Orquídea Negra

Deixamos por último aquela que, talvez, seja a mais impressionante! Muito bela e rara, a orquídea negra, como é chamada, traz ao ambiente um ar de mistério e sofisticação inconfundíveis. Ela é resultado de vários cruzamentos entre espécies. As flores são pequenas – 4 centímetros, aproximadamente – e muito perfumadas. São muito caras e de difícil cultivo, por isso, recomendamos que ela seja cuidada, principalmente, por pessoas mais experientes.

orquídea negra rara
Foto: Petra van Ellen

Como as orquídeas podem dar vida à sua decoração

Como dissemos lá no início, o mundo das orquídeas possui vários tipos. Portanto, as opções para integrá-las à sua decoração também são quase infinitas. Confira as nossas dicas:

Foto: Marko Milivojevic

Em interiores

Se você for colocar as orquídeas dentro de casa, prefira as espécies que não precisem de muita luz ou calor. Claro, alguma luz solar indireta sempre será necessária, por isso, colocá-las sobre móveis próximos as janelas pode ser uma opção interessante e saudável.

Já pensou em enfeitar sua mesa ou estante com suas flores e livros favoritos? Essa é uma opção que mescla beleza e personalidade.

mundo das orquídeas na decoração interna
Foto: Pikist

Nos Jardins

Existem orquídeas perfeitas para trazer vida e cor ao seu jardim. Principalmente as que se beneficiam de troncos ou aquelas que vão melhor no solo. Procure deixá-las em locais onde o vento não bata com muita força. Você provavelmente não quer estragar suas lindas flores.

Os locais ideais são aqueles com abrigo nas sombras de outras plantas, mas que recebam a luz do sol da manhã. Para as casas com árvores, as orquídeas de tronco são opções lindas e acessíveis, trazendo um charme a mais para o jardim.

mundo das orquídeas no tronco
Foto: Edvaldo LL Souza

Suspensas

Essas são opções que funcionam dentro e fora de casa.  E vamos combinar? São surpreendentemente lindas! As plantas suspensas exibem lindas raízes que se tornam parte da decoração. Elas não precisam de substrato nem de um tronco, ficam assim mesmo, penduradas no ar! As mais comuns desse tipo são as orquídeas Vanda.

Foto: GAIMARD

Certamente você aprendeu algo novo sobre o mundo das orquídeas hoje, não é mesmo? Então, siga a Winterflor no Instagram e também no Facebook para ficar por dentro de mais conteúdos como este! 🌺

WhatsApp
Precisa de Ajuda?