Como cultivar grama? Conheça 10 tipos e escolha o seu! - Winterflor Floricultura
como cultivar grama

Como cultivar grama? Conheça 10 tipos e escolha o seu!

Quem pisa num gramado verdinho, bem aparado e refrescante muitas vezes nem imagina os cuidados que ele exige, afinal, parece que grama cresce em qualquer lugar, não é mesmo? Mas para ter um jardim bem acabado, você precisa saber como cultivar grama. E não é só deixar o mato invadir o terreno e depois aparar. É possível criar um gramado de maneira muito mais consciente e inteligente.

Existem vários tipos de grama e, cada um deles, exige cuidados e aplicações diferentes. Mas a gente vai te explicar de modo bem fácil como cada grama funciona. Assim, você pode, finalmente, dar aquele acabamento caprichado no seu quintal. Se tiver um vizinho com a grama mais verde, com certeza será a você. 🏠

Gramíneas, tipos e cuidados
Foto: Janoon028/FreePik

Quais são os tipos de grama comuns no Brasil?

Que o Brasil é um país de natureza rica, isso a maioria de nós já sabe. Mas o que pouca gente tem conhecimento é de como cultivar grama  e quais são os tipos mais comuns no nosso país. Algumas espécies são perfeitas para quem quer um ambiente para relaxar, para as crianças brincarem, para os animais rolarem. Outras, contudo, funcionam muito melhor para quem deseja que o espaço seja simplesmente decorativo. Conheça a seguir os tipos antes de escolher qual é o melhor para o seu projeto. 🌿

Grama esmeralda

A grama esmeralda é uma das mais fáceis de cuidar. Essa espécie é muito resistente ao calor, ou seja, para quem vive em lugares onde faz muito sol ou mesmo se você vai plantar num lugar mais aberto. Suas folhas são bem fininhas e ela ainda demora bastante a crescer. Sendo assim, você só precisa se preocupar com a poda de vez em quando – uma vez por mês já está ótimo.

A grama esmeralda também é um tipo sobrevivente. Além de não precisar de muito fertilizante, é firme o suficiente para aguentar o impacto do uso. Você pode aplicar tranquilamente nas áreas onde tem mais passagem de pessoas ou veículos. E, para completar, essa é uma espécie que ajuda o solo a não sofrer as erosões, algo que daria um aspecto não tão agradável.

Grama esmeralda
Grama esmeralda. Foto: Grass Seed

Grama Santo Agostinho

Você tem uma casa perto da praia e vem lutando pra saber como cuidar da grama? Pois saiba que a grama Santo Agostinho é o que você está precisando! Também conhecida pelo nome de grama inglesa, essa espécie é mais azulada e com muito mais resistência ao efeito da salinidade que vem do mar. Essa grama também resiste muito melhor às condições de frio, sombra e épocas secas. Assim como a grama esmeralda, ela cresce devagar e exige pouca nutrição.

Porém, ao contrario da grama esmeralda, essa espécie não pode ficar sendo pisoteada, ou logo logo você terá um buraco no jardim. Além disso, você precisa regar com frequência para que ela se mantenha saudável.

Santo agostinho
Grama Santo Agostinho. Foto da internet.

Grama São Carlos

Se você precisa cobrir um espaço um pouco maior, a grama São Carlos é ótima, já que tem folhas maiores dos que as dos exemplos que citamos antes. Assim como as anteriores, essa folha não tem necessidade de ficar sendo adubada para crescer. Porém, ela cresce com mais velocidade e precisa ser podada, pelo menos, a cada dez dias para não virar um matagal.

Embora a grama São Carlos não seja o ideal para lugares secos, por precisar de muito mais água, ela pode crescer formosa em locais quentes. Até mesmo solos mais encharcados criam um ambiente adequado para o cultivar essa belezinha.

Como cultivar grama São Carlos
Grama São Carlos. Foto da internet.

Grama Bermudas

Quer uma grama extremamente resistente ao pisoteio para a prática de esportes? Então você precisa da grama Bermudas, que é a mais utilizada nos campos de futebol e de golfe. A folha da Bermudas é bem fininha e, claro, para ser tão forte, precisa ser adubada pelo menos duas vezes por ano.

Você pode plantar a grama Bermudas tanto em ambientes quentes, como nos frios. O que não rola é deixá-la longe do sol. Se ficar muito sombreada, isso pode comprometer o crescimento da espécie. Além disso, você precisa se programar para aparar o rápido crescimento, que acontece a cada quinze dias.

Como cultivar grama para campo de futebol
Grama Bermudas. Foto: FreePik.

Grama Coreana

A grama coreana é uma das mais complicadas de cuidar, mas oferece um efeito estético muito interessante para decoração e paisagismo. São aquelas que tem um efeito mais aveludado e que, frequentemente, formam tufos quando crescem. Além disso, ela não é muito resistente ao pisoteio, por isso é indicada para lugares com pouca ou nenhuma circulação. Assim, ela só não é uma boa escolha, caso você precise que o gramado seja regular.

Outros cuidados que você precisa ter é cultivar essa grama em lugares quentes e úmidos, já que ela não se desenvolve bem em condições diferentes disso. A grama coreana também cresce rápido e precisa de poda a cada 10 dias.

Grama coreana
Grama coreana. Foto: Alexey Sergeev

Outros tipos de grama

As espécies a seguir não são tão comuns no Brasil, mas repare no quanto elas são lindas 😱

Grama preta
A grama preta: Foto: Tally Sally
Grama Batatais - como cultivar
Grama Batatais. Foto: Marcelo Cavallari.
Grama carpete
Grama carpete. Foto. Groundmasterls
Espécie azul de gramínea
Grama azul. Foto da internet.
Grama amendoim
Grama amendoim. Foto da internet.
Cipreste de verão
grama vermelha – cipreste de verão. Foto da internet.

Grama de gato

Deixamos esta espécie por último porque, dessa vez, não é uma grama qualquer. A grama de gato é algo que, literalmente, os felinos – e até alguns cachorros – podem comer.

Essa grama é rica em fibras e ajuda o intestino dos bichinhos a eliminar as bolinhas de pelos que, eventualmente, vão parar no organismo. Além disso, a graminha para gatos é tanto um petisco como uma diversão para o animal, o que contribui bastante para o bem estar deles.

Para quem não tem um jardim, a grama de grato pode ser comprada de maneira bem decorativa, em pequenas porções. Fica lindo e os gatos não resistem!

grama de gato
Grama de gato. Foto: Winter

E aí, gostou de saber como cultivar grama das mais variadas espécies? Você já sabia que existem tantas delas? Então conte para nós lá nas nossas redes sociais o que achou! Estamos no Facebook e, também, lá no Instagram.

Até a próxima!